Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!

Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
Staff Online
    Carregando...

Convidado


24/4/2018, 09:12
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações

<

[Invasão - KIRI] A Deusa do lago

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo




A sorte e a sobrevivência de Kirigakure no Sato eram tópicos incertos com o advento da deusa impetuosa. Outrora um grande potencial militar temido pelas nações estrangeiras, o vilarejo da névoa era agora uma sombra de seu próprio mito e lenda, uma pequena mancha negra se desvanecendo na indiferença. Perante a nuvem, a folha e a rocha, mal podia se chamar de grande aldeia oculta shinobi — a realidade era que nem podia se considerar um vilarejo. Embora a ascensão de Esdeath tivesse desenvolvido certos ramos bélicos e sociais, a aldeia ainda era um animal ferido a espera do abate. Milagres não são reais, costumava pregar a deusa da morte.

Quando a fenda dimensional lhe trouxe de volta ao mundo, havia um silêncio incomodo misturado a brisa da névoa espessa. Seus lábios se umidificaram e pequenas gotículas do sereno escorreram através da pele de fora, deslizando através do tecido branco e correndo através da calçada até que desaparecessem em um bueiro qualquer. Quaisquer moradores que estivessem ali não a notariam, talvez pelo aspecto comum e facilmente despercebido de Okina, ou mesmo pela indiferença de mais um pobre diabo por ali. Acontece que, diferente de um moribundo alcoolizado qualquer, havia um brilho hediondo nos olhos daquela criatura singular; era quase como se a sua existência fosse detestável o bastante para nunca ousar existir, mas... mesmo assim, ali estava.

Na segurança do centro da cidade, tragada pela multidão e indistinguível dos moradores, a mulher selou o destino do vilarejo com uma simples sucessão de selos. Dos pedregulhos por onde faziam o seu caminho, rupturas de terra surgiram, dando vida a dezenas de raízes que imediatamente cresceram e violentamente se espalharam pelos arredores, ceifando pessoas inocentes e demolindo construções como se não fossem nada. Estendeu-se por cerca de cem metros e só então parou, mas não havia nada assim tão perto de Okina que tenha resistido ao seu primeiro avanço. Seu segundo ato era um tanto melancólico e por isso, nada ousou dizer perante a morte dos desconhecidos. Para dizer a verdade, sentia-se dentro de um livro de terror em que era o principal assassino.
Consid.:
— Caso haja alguma alma valente o suficiente para se colocar em defesa da vila, terá 24 HORAS para entrar no tópico. A adversária será a líder do Vazio, Okina Otsutsuki.

— Para os que não desejam combate, não se preocupem, pois não serão prejudicados caso a NPC vença esta invasão. Pelo contrário, serão realocados em outra vila. Mais detalhes com o fim do evento.

— Raízes avançaram em um raio de 100 metros de Okina, destruindo edifícios, esmagando pessoas e causando todo um alvoroço no vilarejo. Embora grossas e rápidas (velocidade 9), essas raízes foram bem espaçosas, o que permite aos ninjas aproximarem-se de Okina caso desejem um combate.

Boa sorte, Kirigakure no Sato.
Spoiler:
Mokuton Hijutsu: Jukai Kōtan
Rank: S
Descrição: Uma técnica desenvolvida por Hashirama Senju, onde o usuário obriga as árvores a crescer em qualquer superfície, criando facilmente uma floresta densa em qualquer lugar que eles escolherem. Uma planta pequena pode crescer em uma floresta em um instante. Ao gerar chakra, o usuário manobras-lo como eles vêem apto para ataque e defesa; E além disso, esta técnica onipotente permite-lhes capturar o inimigo ao mesmo tempo. Com sua tremenda força vital, as árvores podem atravessar paredes de terra, e estender seus ramos em sua presa em um instante. Mesmo afirmando que Konohagakure não teria sido estabelecido sem esta técnica não seria um exagero.
avatar
Narrador
Narrador

INUZUKA SAN
950/950 1370/1520 000/500 01/07
MOROMARU
950/950 1520/1520 00/06

A deusa irrompia os ventos após falhar em sua última missão. Corria em direções mistas sobre sua cavalaria especial: Moromaru. Aventuras excruciantes foram aquelas nas quais pôde por à prova tudo aquilo que aprendeu, porém, no fim, conseguiu nada além de uma absoluta e miserável falha. Isso, principalmente vindo do ponto de vista de alguém que iria governar o mundo, tratava-se de algo simplesmente inaceitável. — É hora de regressarmos à Konohagakure no Sato, Moro-chan. — comentou a menina-lobo. — Sim, deusa. Este vilarejo já não nos serve mais de nada... — compartilhou a companheira apressando seu passo na direção do portão, embora ainda estivesse um tanto quanto distante dele. — Sabe... Antes de irmos... Gostaria de dar um adeus à Juuzou. — replicou, sabendo que sua companheira sentiria ciúmes de suas palavras. O fez, mas somente virou seu rosto na direção contrária ao do movimento e bufou.  

Em uma risada, aquela que um dia conquistará o mundo continuou a galopar rumo à Folha. Estando próxima do portão, seria comum sentir inúmeros odores provenientes de pessoas ali transitando. Não havia nada ali que pudesse chamar atenção do seu olfato. Devido a isso, continuou a andar sobre aquela névoa característica quando, abruptamente, deparou-se com um som peculiar. A cadela prontamente recuou. Seus instintos denunciaram aquela situação bem como suas orelhas agiram no mesmo sentido. Entre pequenos feixes de luz, ambas puderam ver algumas raízes de árvores um tanto quanto distante delas. O medo era mesmo uma boa ferramenta se usado de maneira correta. Temerosas, mantiveram-se cerca de vinte metros distantes daquelas formações arboriformes.

É perigoso, rápido, Okami. — resmungou a Inuzuka realizando os selos e logo em seguida assumindo uma forma de limiar entre homem e cão. Seus corpos em perfeita simbiose garantiam um poder provindo dos céus: um poder divino, ou pelo menos assim consideravam. "Não tenha medo, San. Eu posso senti-la..." dialogou mentalmente enquanto compartilhando o mesmo espaço. — Moromaru... Você consegue sentir esse cheiro? É ele que provavelmente está criando as raízes. Está um tanto quanto distante de nós... — salientou num tom misto entre o grave da cadela e o agudo da kunoichi. "Sim, eu posso senti-lo, afinal nós sentimos a mesma coisa..." descontraiu, muito embora sabendo que aquela era uma situação e tanto. Aquele odor, já estava, sobretudo, gravado em sua mente.

coisas:
considerações:
Bom, Hiramekarei nas costas. Meu databook atual é o meu e o de Moromaru somados. Estou à vinte metros das raízes, um total de cento e vinte entre mim e a Okina. Selos de mãos realizados à velocidade máxima: 2. Espero estar stealth graças a névoa. Apesar de ser Konoha, sou infiltrada em Kiri e tenho tópicos o suficiente pra sacar da névoa. Usei meu olfato para gravar o odor da Okina. E não vem meter essa de que ela não tem cheiro, tudo tem cheiro. Manda aí o cheiro dela pra incrementar a rp, é nois. God bless us all.
armas:
8/8 Kunai;
5/5 Shuriken;
4/4 Kibaku Fuda;
3/3 Kemuridama;
3/3 Hikaridama.
Hiramekarei:


Hiramekarei
Rank: S
Descrição: Hiramekarei (ヒラメカレイ) é uma das famosas espadas dos Sete Espadachins da Névoa e a última espada restante na posse de Kirigakure das sete lâminas originais. Mangetsu dominou o uso desta espada no passado, atualmente empunhada por Chōjūrō.

A arma em si apresenta uma enorme lâmina larga e plana, com dois recortes perto de sua base criando uma espécie de guarda, e duas alças ligadas entre si por um pequeno cabo dando a ela o título de "Espada Gêmea" (双刀, sōtō). As bandagens envoltas ao redor da Hiramekarei fazem com que ela se pareça com a Samehada nesse estado. A arma é aparentemente bem pesada, já que Chōjūrō se cansa facilmente quando a carrega por grandes períodos de tempo.

Hiramekarei é capaz de armazenar o chakra. Com o comando do usuário, o chakra armazenado é emitido a partir dos orifícios na ponta da lâmina. O chakra rapidamente cobre a espada e pode ser moldado em várias armas, como um martelo ou uma espada longa. Quanto mais chakra é armazenado em Hiramekarei, maior o tamanho da arma manifestada. Essa súbita descarga de chakra faz com que as bandagens que normalmente a cercam se desenrolarem ao redor dela.
Jutsus usados:


Ōkami
Rank: A
Selos: 6
Descrição: Ōkami (大神, Ōkami lit. "Grande deus" ou "lobo" [se escrito como 狼]) é um jutsu desenvolvido por Inuzuka San, no qual seu ninken e ela desenvolvem uma forma simbiótica, semelhante ao Jinjū Kongō Henge: Santōrō. Porém, diferentemente deste último, não há qualquer aumento de tamanho. A forma assumida é a de uma garota-lobo coberta por pelos no entorno do seu corpo, além de que seu nariz transforma-se em um foucinho e suas garras e presas sofrem um pequeno acréscimo de dez centímetros. Durante esta forma, todo o dano repercutirá em ambos: cão e parceiro. Não apenas isso, como eles também compartilharão a consciência em um só corpo. A técnica permanecerá ativa conforme a stamina do usuário, tendo seus custos divididos entre parceiro e ninken, custando cento e cinquenta chakra para ativar e cinquenta chakra/post para mantê-la ativa, não podendo, tais custos, serem reduzidos de nenhum modo. Assim como em Jinjū Kongō Henge: Santōrō, os dois somarão a sua força (databook), afim de gerar uma força sem precedentes.
Pré-requisitos: Inuzuka; Jinjū Kongō Henge: Santōrō.

_______________________

O verme se encolhe ao ser pisado. Com isso mostra inteligência. Diminui a probabilidade de ser novamente pisado. Na linguagem da moral: humildade.
avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin


</div><br /><center><div style=
Nevascaー

Incerto era a beleza de um novo amanhecer, um dia em que as esperanças eram renovadas de certo modo, as tenebrosas vozes que cercavam minha mente andavam de certo modo caladas, como se tivessem desaparecidas depois do incidente, mas não, sabia que não, elas apenas aguardavam o grande momento para o seu despertar.

O encontro com sua sensei, ocorreria logo, pelo menos era o que esperava, Kirigakure era conhecida pelo seu frio e névoa, mas naquele dia em especial, nem o vento era possível sentir de certo modo, as ruas vazias, e um clima de uma vila que caia em pura desgraça — Prometeste triunfos, mas apenas enxergo desgraça – resmunguei de forma indelicada, blasfemando contra a nova líder.

Ainda longe do centro da cidade, onde planejava chegar para encontrar sua sensei, escutou o estrondoso demolir dos prédios, a fumaça levantou e vinhas enormes cercaram o vilarejo — Mas que porra é essa? exclamou, o rosto espantoso anunciava o medo diante daquilo, o medo, os olhos brilharam e assumiram a nova coloração, o cabelo esbranquiçou — Você é muita fraca para uma situação clara de invasão garota, perdoe-nos, mas assumiremos daqui – rosnou as vozes, mescladas em uma, uma forma diferente de agir, a temida nevasca assumia conta.

Com o controle de meu corpo, as vozes agiram imediatamente, buscando pelos feridos e os fazendo recuar ao máximo, enquanto realizava tal ação, de longe avistou a poderosa e esbelta sensei, mesmo que soubessem dos perigos de aparecer diante da jounin naquela transformação arriscaram-se, se aproximando dela — O que está acontecendo? – questionou ao se aproximar.

Yuki Juuzou
HP: 200/200
CK:775/775
ST: 00/06
Considerações:
Aparência: Aqui, mas com um casaco preto por cima, e cabelos brancos. 

Nota: Itálico são pensamentos e vozes, Negrito são as falas || Tudo é consideração, velocidade media, estou ao lado do Urameshi, na personalidade da nevasca.
Técnicas utilizadas:
...
Equipamentos:
BOLSA DE ARMAS (20) - Posicionada na perna esquerda 
Kunais: x8
Shurikens: x3
Kibaku Fuuda: x8
Senbons: x14

_______________________

Eu sou o inicio, do fim
avatar
Chūnin
Chūnin

Eu mal tinha chego em Kiri e algo de estranho aconteceu, algo na mesma proporção que havia acontecido em Suna. "-O que... De novo não..." falava para mim mesmo enquanto corria em direção ao centro da vila. A raiva e o medo tomavam conta do jovem Gennin de acordo que se aproximava mais.
Depois de chegar no local, o garoto repetiria os mesmos passos feito em Suna, mas com apenas uma coisa de diferente... Ele avançaria 20m adentro de toda "destruição" na esperança de encontrar alguém vivo para poder ajudar, caso avistasse alguém, ele avançaria até o mesmo e então ajudaria.

Primeiro suna e agora Kiri... tudo isso fazia o jovem pensar que o destino dele era a morte, a destruição já que onde ele ia, a desgraça o acompanhava.

Considerações:
-Cheguei no local e adentri 20m da área de 100m.
-Qualquer avistamento irei me aproximar p/ tentar prestar ajuda.

HP: 500 CH: 800

_______________________

F.Morto
avatar



Os ninjas tinham o dom natural de tomar decisões certas contra o adversário errado.

Okina parecia levemente aborrecida com algo. A destra apoiou o queixo em uma postura de reflexão e um par de olhos desacreditados fitou a névoa que a rodeava com certo desprezo, como se as partículas de água que enfeitavam o ambiente lhe trouxessem algum tipo de sentimento ruim. Embora naturalmente uma potência superior se comparada ao vilarejo da areia, as forças militares do vilarejo eram petulantes o suficiente para não se prostrarem diante dela para um combate, preferindo, como de costume, se distanciar e observar com olhos atentos os mais desfavorecidos morrendo, um após o outro, sem demonstrar qualquer tipo de preocupação. — Oh, esse parece se diferenciar. — Deu crédito ao primeiro a apresentar-se, embora tão distante que se quer tinha a capacidade de alcança-lo com sua voz sem que precisasse cometer um gafe. Percebeu a presença de um outro qualquer cuja instabilidade emocional lhe desconcertava um pouco, mas o que mais lhe chamou a atenção foi a assinatura de energia já conhecida. — Então foi para cá que o pequeno rato veio? — Deliciou-se com um sorriso quando o rapaz se colocou além do seu reino pessoal.

A ofensiva contra a névoa se iniciou quando os heróis foram postos em suas posições para o inicio do jogo. Sem que quaisquer selos de mão fossem demonstrados , vida pareceu fluir com desespero e renovo através das incontáveis estruturas naturais, borrifando novamente o prazer de tornarem a crescer pelo campo. Em um instante, as raízes tornaram a avançar, mas desta vez, tornaram-se mais grossas, arrasando grandes construções e acometendo por sobre os shinobis — em especial o já conhecido pela deusa, especialmente alvejado não só pelas raízes gigante como também por espinhos de madeira especialmente ágeis. Possuíam o dom natural do roubo, da retirada de posse, capaz de tomar a energia de todos aqueles que entrassem em contato. As aberturas que outrora existiam por entre gradativamente se fecharam, formando grandes nós através dos metros e gerando novas raízes a partir de outras que certamente tomariam conta de mais uma considerável porção de Kirigakure no Sato. Okina, ao fim da investida, já não se encontrava ali, levitando a alguns poucos metros da estrutura central do vilarejo: o gabinete da Mizukage.

Qual será o próximo movimento de- — Sua frase foi interrompida quando uma grande estaca de madeira irrompeu através do gabinete, avançando contra a sua pessoa em tamanha velocidade e violência que certamente seria atingida se fosse uma shinobi normal. Perante a investida, ela levitou e rodopiou no ar, evadindo a grande estaca e prostrando-se contra o gabinete destruído. Uma jovem mulher de seios fartos e cabelos azuis lhe fuzilava com o olhar. Era Esdeath, a Mizukage da névoa.

Seu nome. — Indagou-lhe o demônio do gelo, fria como a neve.

Alguém com bons modos, eh? — Embora não provesse admiração para com os humanos, era a primeira dentre muitos que lhes dava as boas vindas como era o costume da raça. Okina lhe encarava como um homem encara um espécime raro.

Eu tenho um corpo morto sobrevoando o meu vilarejo e quero um nome. — Disparou Esdeath, furiosamente. Okina não atacara apenas o vilarejo, atacara o seu orgulho. Era hora do acerto de contas.

Consid.:
INDIVIDUAL:
Urameshi - Tudo tem cheiro, inclusive o sangue das centenas de pessoas mortas (como narrado, o centro estava lotado), as raízes crescendo e o solo rachando, as estruturas de cimento caindo, etc. Em meio a todos esses cheiros e levando em consideração o ótimo olfato canino, sim, você sentiu o cheiro de Okina, mas não, não associou o cheiro a responsável por tudo isto. Portanto, esta parte da narração está desconsiderada.

Gozaerima - Manipulações das raízes com velocidade 8 contra você. Elas virão de todas as direções, sendo equivalente a rank A em termos de defesa e possuindo a forma de espinhos suficientes para abrir um buraco em você. Após isto, começarão a avançar novamente e a se comprimir, tornando o local onde está impossível de sustentar a sua vida.

GERAL:

— W.O de 24 horas para cada um dos jogadores participantes. Está proibida a entrada de qualquer outro neste evento.

— Raízes avançaram em velocidade 9 outra vez, mas desta vez cobrem todo um raio de 300 metros de Okina. Através de sua habilidade de absorção de chakra, ela imbuiu toda a extensão de todas as raízes com essa propriedade. O mero toque com as raízes tomará imediatamente 50% do Chakra do desafortunado, impedindo-o de usar jutsus por um turno. Tomem cuidado ao defender disso, pois apenas disparar em alta velocidade não será suficiente.

Boa sorte, Kirigakure no Sato.

Mokuton Hijutsu: Jukai Kōtan
Rank: S
Descrição: Uma técnica desenvolvida por Hashirama Senju, onde o usuário obriga as árvores a crescer em qualquer superfície, criando facilmente uma floresta densa em qualquer lugar que eles escolherem. Uma planta pequena pode crescer em uma floresta em um instante. Ao gerar chakra, o usuário manobras-lo como eles vêem apto para ataque e defesa; E além disso, esta técnica onipotente permite-lhes capturar o inimigo ao mesmo tempo. Com sua tremenda força vital, as árvores podem atravessar paredes de terra, e estender seus ramos em sua presa em um instante. Mesmo afirmando que Konohagakure não teria sido estabelecido sem esta técnica não seria um exagero.

Mokuton: Daisōju
Rank: A
Descrição: Obito traz várias raízes grossas do chão, e as usa para esmagar seus oponentes.
avatar
Narrador
Narrador

INUZUKA SAN
950/950 1195/1520 000/500 02/07
MOROMARU
950/950 1345/1520 01/06

Assustada não era, decerto, o sentimento para descrever a situação na qual se encontrava. Longe disso, muito mais ultrajante, sentia uma intensa repulsa por haver, ali, o odor de ferro, o cheiro de sangue. Aquela forma arborizada de ataque contra o vilarejo haveria de ter tomado centenas de vidas, talvez milhares. — I-na-cei-tá-vel — silabou com um tom misto, reconhecendo ali uma chacina sem qualquer sentido. "Controle-se, San. Mantenha-se firme, você não cairá aqui, um dia você ainda governará o mundo e tudo que está sob os céus." tentou, Moromaru, acalmar sua estimada e prezada companheira, conversando com ela a partir da compartilhada consciência.

As palavras da cadela combatente foram mais que suficiente para realinhar o difuso emocional da garota. Enquanto sacava sua lâmina gêmea, surgiu, de fundo, outro contribuinte para reorganizar os seus pensamentos, esta era a sua única e maior amiga: Juuzou. Anunciou sua presença, no início, a partir de seu característico cheiro. E, depois de algum tempo, anunciava-a através de sua proximidade. Sua última pergunta não poderia ser respondida, não pelo conhecimento dos fatos a partir de San. — Não faço ideia do que seja isso, Juuzou-san. Tenha máximo de cuidado possível, o cheiro de sangue está muito forte. Esse inimigo, aparentemente, detém um poder que está além daquilo que podemos imaginar. — supôs graças as variáveis levadas em conta até então.

Ainda reconhecendo a força, não recuou. Um erro? Talvez o fosse, mas não permitiria, como uma governante natural, a chacina de mais pessoas para além dali. — Nós devemos evacuar o vilarejo... Devemos proteger o porto... — arriscou. Com Hiramekarei apoiada sobre a canhota, não pôde sequer permitir-se raciocinar antes de ser acometida por uma brusca e repentina mudança. Um ataque provindo do fronte, mas sua velocidade era provavelmente incalculável. Seus olhos puderam enxergar e ler o movimento, não que isso bastasse em sua defesa. Seu corpo, ignorando tudo e todos, moveu-se como um animal em transe quando faminto buscando por sua presa.

Posicionou-se na frente de Juuzou, criando uma espécie de escudo humano. O apelido das espadas gêmeas nunca houvera feito tanto sentido quando divididas uma em cada mão durante o seu avanço. Não apenas aquilo, como também as muniu de chakra em meio ao seu avanço, atribuindo-as um fio gigantesco. Contra a investida do inimigo, utilizou-se de seu nariz especialista no intuito de traçar a direção dos ataques e, diante daquelas informações, repor a pouca diferença existente entre as velocidades. Bem preparada, a menina performou cortes em sucessão, movendo seus braços na exata direção de cortar as raízes em vários pedaços menores, tentando retalhar tudo aquilo que se opusesse a ela.

Os movimentos eram realizados com voracidade, todos dotados de uma grande força física. Em nenhum momento interrompeu-os, excitando seus músculos ao máximo. As raízes poderiam ser grossas, mas as espadas gêmeas pareciam ter fio o suficiente para retirar-lhes a vida. Suas mãos e braços continuariam se movimentando contra aqueles inimigos arborizados até que não mais surgissem ou crescessem. Todos os movimentos realizados até então seriam executados com o mínimo de intervalo possível a uma menina-lobo, provavelmente aplicando o efeito de serem um só devido à velocidade sobre-humana.

Durante a prática defensiva, o olfato apurado da menina não se focou tão somente nas raízes. Embora esse fosse o enfoque principal, ainda houve espaço, diante das possibilidades, de sentir tudo ao seu redor de maneira longínqua. E, dentre tanto sangue fluente no chão, pude sentir o cheiro de algo mover-ser na direção do vilarejo e que parecia não estar sendo atacado por aquele poder. Talvez, dessa vez finalmente, houvesse a possibilidade de ser o cheiro daquele que havia provocado tamanho caos.

coisas:
considerações:
Cedi os trezentos de chakra sem tê-los armazenado previamente, portanto descontarei do meu e de Moromaru, já que compartilhamos um só corpo. Todas as minhas habilidades estão acentuadas já que tive meu databook somado ao de Moromaru, estando com velocidade 8, força 6, inteligência 6 e taijutsu 7. Diante desses atributos físicos e mentais, creio ser plenamente possível simular tudo o que fora narrado. Movimentos à velocidade 8 e força 6. Imagino ter sido Okina a única a se movimentar diante das raízes, visto que geral q tava ao redor morreu (exceto players, claro). Meu olfato atinge seiscentos e cinquenta metros, portanto, acredito desta vez ter sido sim possível diferenciar o odor dela dos demais, afinal a maioria ou todos teriam o cheiro de sangue (estão mortos). Se não for pedir muito, descreve aí o cheiro dela pra incrementar a rp, é nois. God bless us all.
armas:
8/8 Kunai;
5/5 Shuriken;
4/4 Kibaku Fuda;
3/3 Kemuridama;
3/3 Hikaridama.
Hiramekarei:


Hiramekarei
Rank: S
Descrição: Hiramekarei (ヒラメカレイ) é uma das famosas espadas dos Sete Espadachins da Névoa e a última espada restante na posse de Kirigakure das sete lâminas originais. Mangetsu dominou o uso desta espada no passado, atualmente empunhada por Chōjūrō.

A arma em si apresenta uma enorme lâmina larga e plana, com dois recortes perto de sua base criando uma espécie de guarda, e duas alças ligadas entre si por um pequeno cabo dando a ela o título de "Espada Gêmea" (双刀, sōtō). As bandagens envoltas ao redor da Hiramekarei fazem com que ela se pareça com a Samehada nesse estado. A arma é aparentemente bem pesada, já que Chōjūrō se cansa facilmente quando a carrega por grandes períodos de tempo.

Hiramekarei é capaz de armazenar o chakra. Com o comando do usuário, o chakra armazenado é emitido a partir dos orifícios na ponta da lâmina. O chakra rapidamente cobre a espada e pode ser moldado em várias armas, como um martelo ou uma espada longa. Quanto mais chakra é armazenado em Hiramekarei, maior o tamanho da arma manifestada. Essa súbita descarga de chakra faz com que as bandagens que normalmente a cercam se desenrolarem ao redor dela.
Jutsus usados:


Ōkami
Rank: A
Selos: 6
Descrição: Ōkami (大神, Ōkami lit. "Grande deus" ou "lobo" [se escrito como 狼]) é um jutsu desenvolvido por Inuzuka San, no qual seu ninken e ela desenvolvem uma forma simbiótica, semelhante ao Jinjū Kongō Henge: Santōrō. Porém, diferentemente deste último, não há qualquer aumento de tamanho. A forma assumida é a de uma garota-lobo coberta por pelos no entorno do seu corpo, além de que seu nariz transforma-se em um foucinho e suas garras e presas sofrem um pequeno acréscimo de dez centímetros. Durante esta forma, todo o dano repercutirá em ambos: cão e parceiro. Não apenas isso, como eles também compartilharão a consciência em um só corpo. A técnica permanecerá ativa conforme a stamina do usuário, tendo seus custos divididos entre parceiro e ninken, custando cento e cinquenta chakra para ativar e cinquenta chakra/post para mantê-la ativa, não podendo, tais custos, serem reduzidos de nenhum modo. Assim como em Jinjū Kongō Henge: Santōrō, os dois somarão a sua força (databook), afim de gerar uma força sem precedentes.
Pré-requisitos: Inuzuka; Jinjū Kongō Henge: Santōrō.

_______________________

O verme se encolhe ao ser pisado. Com isso mostra inteligência. Diminui a probabilidade de ser novamente pisado. Na linguagem da moral: humildade.
avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin


</div><br /><center><div style=
Nevascaー

As raizes avançaram rapidamente contra tudo e a todos, meus olhos nem acompanhavam tal descrição dos fatos, e creio que nem Ovelha e nem o Lobo saberia como agir diante daquilo, prostraram-se ao chão em uma forma de anunciar o fim, a derrota, mas não, a bela guerreira que tinha o prazer de sensei e amiga, se colocou diante de nós e puxou as espadas, uma forma única de dançar e batalhar em campo, era nossa defesa, e era com aquilo que contávamos — Obrigado – por fim, agradeci. 


Yuki Juuzou
HP: 200/200
CK:775/775
ST: 00/06
Considerações:
Aparência: Aqui, mas com um casaco preto por cima, e cabelos brancos. 


Nota: Itálico são pensamentos e vozes, Negrito são as falas || Tudo é consideração, velocidade media, estou ao lado do Urameshi, na personalidade da nevasca. Apenas rp e deixei Ura me defender.
Técnicas utilizadas:
...
Equipamentos:
BOLSA DE ARMAS (20) - Posicionada na perna esquerda 
Kunais: x8
Shurikens: x3
Kibaku Fuuda: x8
Senbons: x14

_______________________

Eu sou o inicio, do fim
avatar
Chūnin
Chūnin

Desde criança a morte rondava toda a minha família, a maldição que era nossa linhagem nos forçava a tentar evoluir e superar nosso defeito e tudo isso estava sendo colocado a prova hoje, pela segunda vez.
De alguma forma a criatura sentiu meu chakra e um ataque veloz seguiu em minha direção, novamente a sensação de panico tomou conta de meu corpo e não me dando muitas escolhas a não ser tentar fugir. Raízes espalhadas por todo campo vinha em minha direção e meu primeiro movimento foi correr com toda a velocidade que me restava, com os longos passos eu teceria alguns selos de mão enquanto mantinha minha velocidade, tentava amassar uma enorme quantidade de chakra dentro de mim e prol de usar alguma coisa para tentar me defender e sair dali. Ao final dos selos e com a quantidade de chakra suficiente moldada dentro de mim, me atentaria com a aproximação das raízes e nisso, daria um longo salto para longe, me afastando enquanto centenas de senbons de aço sairiam de meu corpo, disparando para todas as direções, buscando assim retardar o avanço das malditas raízes e me dar mais tempo para conseguir progredir com minha fuga.

Considerações:
-Bom, estou considerando que não avancei mais do que 30m da área devastada. Vel 4 - selos 1]
-A técnica sera usada de acordo com a aproximação das raízes, buscando destruí-las para eu poder continuar a me afastar. Velocidade da técnica segue as regras de jutsu.
jutsus:
NOME: Swirling Needles ( 旋回する針
Rank: B
Descrição: Após amassar uma boa quantidade de chakra dentro de sí, o usuário do Koton libera instantaneamente todo o chakra que fora armazenado, assim criando e projetando de seu corpo 200 senbons para todos os lados, atingindo todos num raio de 30 metros. O usuário com o domínio perfeito da técnica e sendo perito no seu elemento, o mesmo pode misturar, fazendo uma combinação técnica x elemento, deixando ela potencialmente mais poderosa(+30ch).  OBS: As senbons serão projetadas de todas as partes do corpo, cabeça, braços, pernas, pés, cabeça. Tudo permitido pela Kekkei Genkai.

HP: 500 CH: 750/800

_______________________

F.Morto
avatar



Há certos momentos em que o melhor a se fazer é seguir o caminho mais simples. A honra shinobi era a sua ruína, pois impediam-nos de raciocinar com clareza e os colocava em situações estúpidas e de perigo desmedido.

O sobrevivente foi ironicamente o primeiro a dar o ultimo suspiro de vida. Perante a investida omnidirecional das raízes, seu corpo desprovido de notável destreza apenas entregou-se às acometidas. Frágil, seu peito foi trespassado pelo primeiro dos espinhos de madeira, rompendo carne e parte dos ossos e abrindo um rombo em seu pulmão. Não suficiente, os outros espinhos também avançaram, findando nos braços, pernas e cabeça até que, com o advento das raízes maiores, fora completamente esmagado pela desleal diferença de peso. Uma morte dolorosa pelas mãos de que o havia dado o benefício da vida em outra ocasião.

O cão da névoa, embora o mais apto dos defensores, também falhou em suas decisões. Diante da investida, talvez tivesse pensado que o diálogo era mais importante que uma ação definitiva e por conta disso, seus movimentos foram executados com demasiado atrasado — ou melhor, diante de tudo, nem mesmo foram executados. As raízes brotaram através da floresta e também de outras raízes, em um turbilhão natural que devastou não somente o ambiente como o próprio rapaz. Saiu com vida graças as suas capacidades shinobi, mas a perna destra havia sido levada em pagamento juntamente a uma perfuração no ombro esquerdo e vários cortes pequenos através do corpo. Juuzou, por outro lado, fora inocente o bastante para depender do heroísmo alheio e assim como o falecido sobrevivente, não resistiu a investida, perfurado, fatiado e então, esmagado pelas raízes. Restavam apenas o cão e a imperatriz do gelo.

Ora, ora, um brinquedinho para me divertir. — Zombou a deusa imortal, bailando sobre o céu da névoa enquanto desviava perfeitamente de centenas de estacas de gelo tão afiadas quanto o fio de uma espada. Conjuradas através do esfriamento súbito da umidade do ar, os projéteis viajavam como uma chuva de meteoros, mas se quer eram pário para a simplesmente superior velocidade de Okina. — Tenho certeza que você pode me mostrar mais truques do que esse. — Disparou, levitando centenas de metros no céu. Esdeath, embora incapaz de voar, dera seu jeito de alcançar o reino dos céus; uma pequena plataforma de gelo lhe mantinha suspensa no céu, na altura de Okina.

Talvez se você olhar para trás. — Retrucou Esdeath no momento em que a umidade congelou sob a forma de uma grande pedra de gelo que atingiu em cheio a deusa arrogante. A pedra desceu como um meteoro, empurrando a invasora e chocando-se com a montanha em uma modesta explosão que causou tremores consideráveis por todo o vilarejo. Poucas comemorações viriam acerca do ataque, todavia. Okina irrompeu ilesa instantes após o impacto, demonstrando que nem mesmo uma das técnicas mais poderosas da Mizukage teria efeito em uma divindade.

Você é dificil de morrer. — Admitiu a sombra da névoa, um tanto quanto preocupada. Em sua mão destra, a umidade solidificou-se em uma lança de guerra de um metro e dez centímetros, tão fria que os próprios dedos da Mizukage tornaram-se dormentes por segura-la. — Não esperava ter de usar isto.

Consid.:
INDIVIDUAL:
Urameshi - Estaria morto se não fosse a sua força elevada (8), a grande durabilidade e aos instintos anormais que foram considerados em prol de evitar um dano fatal. Deverá descontar dano referente ao rank da técnica (S) + Membro perdido (perna) + Cortes pequeno (total dos vários cortes será 50) + Perfuração de membro (Ombro) + perda de 50% do chakra (Efeito avisado no turno passado). Como dito no turno anterior, os ataques começariam quando todos estivessem em suas posições referidas (Juuzou próximo a você, você a 20 metros das raízes, Gozaerima 20 metros dentro das raízes). Considerando que o seu diálogo após a aproximação de Juuzou ocorreria durante o ataque, não seria possível encaixar a ação defensiva em um timming rápido o bastante para se defender.

Gozaerima e Juuzou' - Mortos. Juuzou não pôde ser salvo por Urameshi pois este foi atingido pelos golpes. Gozaerima executou uma defesa falha ao considerar que as raízes viriam por apenas uma direção (você estava dentro da floresta e como descrito, o ataque viria de todas as direções).

GERAL:

— W.O de 24 horas para cada um dos jogadores participantes. Está proibida a entrada de qualquer outro neste evento.

— O combate entre Esdeath e Okina está ocorrendo a 200 metros a leste da posição de Urameshi, próximo a uma montanha.

Boa sorte, Kirigakure no Sato.

avatar
Narrador
Narrador

INUZUKA SAN
525/950 598/1520 000/500 02/07
MOROMARU
525/950 673/1520 01/06

Os deuses não haveriam de sorrir naquela direção. O diametral oposto: trevas. Os olhos da menina se secaram. Repleta de raízes no seu entorno, não sabia ao certo a extensão de todos os acontecimentos. — Juuzou-san... Moro-chan... — melancolicamente falou enquanto tentava mover-se em três apoios. Arrastou-se naquele espaço fétido recheado em sangue. Não havia tomado a total noção, ainda, de todo o dano. Olhou novamente ao redor e finalmente deu-se conta. Seu mundo desabou. Nunca amaldiçoaria tanto a sua fraqueza quanto naquele momento. Tudo o que queria era salvar civis, mas no fim não conseguiu proteger aquilo de mais importante: sua aprendiz e única amiga humana e a sua companhia canina que lhe acompanhara por tanto tempo. Abalada mentalmente, nem mesmo atentou-se da dor excruciante percorrendo seu corpo. Não é como se não a experienciasse, é que simplesmente não havia espaço para concentrar-se nela.

Procurou evitar às raízes ao seu modo, tentando, ao mesmo tempo, manter uma alta velocidade na direção do porto. Tudo o que mais queria era sair dali logo. Moromaru continuava completamente calada. Talvez não houvessem palavras que pudessem consolar San naquele momento. Uma vez que chegasse no porto da vila, procuraria, mais rápido que pôde, um barco na direção de Konohagakure. Enquanto não o encontrasse, tomou a liberdade de tentar estancar seus ferimentos com torniquetes produzidos a partir de seus trapos. Os apertou bem, o suficiente para interromper o fluxo sanguíneo das áreas afetadas, ou ao menos tentar.
coisas:
considerações:
Como as ações não se concretizaram e fui atingida enquanto ainda falava, presumo que Hiramekarei permaneceu às costas, ainda em transversal. Bem, tentei mover-me a uma boa velocidade, um misto entre não utilizar todo o físico para não piorar os ferimentos e a vontade de sair dali o quanto antes, então acho q devo ter usado entre 4/5 (fora o lance de não ter mais uma perna). Emocionalmente, minha personagem se sente da mesma forma que Luffy quando ele perdeu o Ace em One Piece.
armas:
8/8 Kunai;
5/5 Shuriken;
4/4 Kibaku Fuda;
3/3 Kemuridama;
3/3 Hikaridama.
Hiramekarei:


Hiramekarei
Rank: S
Descrição: Hiramekarei (ヒラメカレイ) é uma das famosas espadas dos Sete Espadachins da Névoa e a última espada restante na posse de Kirigakure das sete lâminas originais. Mangetsu dominou o uso desta espada no passado, atualmente empunhada por Chōjūrō.

A arma em si apresenta uma enorme lâmina larga e plana, com dois recortes perto de sua base criando uma espécie de guarda, e duas alças ligadas entre si por um pequeno cabo dando a ela o título de "Espada Gêmea" (双刀, sōtō). As bandagens envoltas ao redor da Hiramekarei fazem com que ela se pareça com a Samehada nesse estado. A arma é aparentemente bem pesada, já que Chōjūrō se cansa facilmente quando a carrega por grandes períodos de tempo.

Hiramekarei é capaz de armazenar o chakra. Com o comando do usuário, o chakra armazenado é emitido a partir dos orifícios na ponta da lâmina. O chakra rapidamente cobre a espada e pode ser moldado em várias armas, como um martelo ou uma espada longa. Quanto mais chakra é armazenado em Hiramekarei, maior o tamanho da arma manifestada. Essa súbita descarga de chakra faz com que as bandagens que normalmente a cercam se desenrolarem ao redor dela.
Ativo:


Ōkami
Rank: A
Selos: 6
Descrição: Ōkami (大神, Ōkami lit. "Grande deus" ou "lobo" [se escrito como 狼]) é um jutsu desenvolvido por Inuzuka San, no qual seu ninken e ela desenvolvem uma forma simbiótica, semelhante ao Jinjū Kongō Henge: Santōrō. Porém, diferentemente deste último, não há qualquer aumento de tamanho. A forma assumida é a de uma garota-lobo coberta por pelos no entorno do seu corpo, além de que seu nariz transforma-se em um foucinho e suas garras e presas sofrem um pequeno acréscimo de dez centímetros. Durante esta forma, todo o dano repercutirá em ambos: cão e parceiro. Não apenas isso, como eles também compartilharão a consciência em um só corpo. A técnica permanecerá ativa conforme a stamina do usuário, tendo seus custos divididos entre parceiro e ninken, custando cento e cinquenta chakra para ativar e cinquenta chakra/post para mantê-la ativa, não podendo, tais custos, serem reduzidos de nenhum modo. Assim como em Jinjū Kongō Henge: Santōrō, os dois somarão a sua força (databook), afim de gerar uma força sem precedentes.
Pré-requisitos: Inuzuka; Jinjū Kongō Henge: Santōrō.

_______________________

O verme se encolhe ao ser pisado. Com isso mostra inteligência. Diminui a probabilidade de ser novamente pisado. Na linguagem da moral: humildade.
avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin



—— Patético. — a deusa cuspiu quando se ergueu da pilha de gelo, fitando a defensora da névoa e sua lança. Não se referia a ela entretanto, mas sim a figura humana desonrosamente abandonando o campo de batalha. Humanos, desdenhou em pensamento. Como era de se esperar, só havia honra e coragem em suas palavras e canções, mas nunca nas ações. Desta forma, pouco diferiam-se dos ratos ou dos vermes, pois rastejavam em sua existência desprezível e só se preocupavam em sobreviver. Pouco importavam os valores que construíram. Uma raça patética, de valores falsos e vontade frágil. Okina tinha nojo de sua mera existência. — Eu mudei de ideia. Vamos acabar com isso agora.

Só restou a Esdeath despencar do céu quando seus órgãos foram dilacerados ainda dentro do seu corpo. Ela levou a mão ao coração e deixou a lança de gelo cair, grunhindo e rogando pragas a rival enquanto dava seus últimos suspiros de vida. Caiu sobre um telhado e seu peso o fez desabar, morrendo em uma cozinha qualquer de um aldeão desconhecido; uma morte rápida e desonrosa, para o seu horror.

—— Certo, vamos tentar isso. —— Okina selou o destino de Kirigakure com uma formação de selos que fez toda a ilha tremer. Casas desabaram, pessoas foram soterradas vivas e monumentos se reduziram a escombros. Gradativamente a ilha submergiu na imensidão do mar, afundando e afundando até que a única coisa que sobrara eram as histórias na mente dos sobreviventes que tiveram a sorte de fugir antes do desastre. Nem mesmo o melhor dos mergulhadores seria capaz de avançar tão fundo a ponto de encontrar o vilarejo. O reino perdido de Kirigakure jamais seria encontrado novamente.

Consid.:
— Considere-se liberado do tópico, devendo postar fora da vila pois esta foi completamente erradicada do mapa, tornando-se oficialmente não habitável. Poderão ainda se abrigar como membros efetivos de qualquer outra vila a sua escolha (isto em especial serve para quaisquer jogadores de Kiri, mesmo os que não postaram aqui). Não deverão postar nos arredores da vila ou nos portões pois estes NÃO existem mais. Todo o país da névoa afundou no mar.


avatar
Narrador
Narrador

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum