Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!


Convidado


26/7/2017, 13:31
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações
Tema novo!
Meta: 400,00 R$ Recebido: 70,00 R$
00%
compre Seus AGs Pelo Pag Seguro e Paypal
UPDATES!
18.07.2017 — Karma aqui passando para avisar que a área de Regras & Tutoriais sofrerá uma reorganização onde alguns tópicos serão fundidos e outros mudados de posição, melhorando também os textos das regras procurando remover furos e melhorando o entendimento dos usuários.
ESTAÇÕES & EVENTOS
Ano: 07
Primavera:
12/07 -- 03/08
Verão: 04/08 -- 26/08
Outono: 27/08 -- 19/10
Inverno: 20/10 -- 13/11






Últimos assuntos

» [LISTA] Membros de Kumogakure.
por DouglasCapiotti Hoje à(s) 13:30

» [COMPRA DE JUTSUS - DOUGLAS]
por shirotsuki Hoje à(s) 13:29

» to fortao
por shirotsuki Hoje à(s) 13:25

» 04. Solicitação de Especialidade
por Katia Mello Hoje à(s) 13:25

» [A] - Katia Mello
por Katia Mello Hoje à(s) 13:17

» 01. Solicitações de Missões
por DouglasCapiotti Hoje à(s) 13:16

» [Q] Missão Especial
por Katia Mello Hoje à(s) 12:49

» [Q]Yomo- Teletransporte
por Yomo Hoje à(s) 12:47

» [C] Rinne
por Katia Mello Hoje à(s) 12:47

» 02. Solicitações de Aprendizagens & Treinos
por Ginko Hoje à(s) 12:46

Procurados
Procurados RPG Akat


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[Treino] Zeitgeist Lawliet

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 [Treino] Zeitgeist Lawliet em 23/6/2017, 19:39


Era noite. Talvez a hora mais difícil de se lidar. Cerca de 3 horas da manhã, não sabia ao certo. O silêncio era um incomodo a minha mente, já que não faltavam gritos. Sentado sobre o cume da grande rocha localizada o extremo sul do vilarejo de Kumo; na minha opinião uma das melhores visões que ja tive. Ofuscadas pela obscuridade de minha cabeça. Sádica; Inquieta. Tomei por fechar os olhos a procura de abrigo; mas o achei apenas no grito de dor que bravejei aos quatro ventos. Como um homem das cavernas. 
Foi ai que me encontrei, sentado meio indio e meio largado. Me levantei lentamente, enquanto sacudia a cabeça na tentativa de tirar o ultimo sopro que me afagava a alma. Deslizei sobre a parte lisa da rocha até chegar ao solo. O melhor seria tomar meu tempo para o treinamento, se não seria dificil alcançar meu objetivo. Foi quando me recordei da história de um homem que havia batalhado na guerra. Me recordava vagamente da história sendo contada por Titi, a mulher que acolheu a mim e a meu irmão durante muito tempo. Dizia a tal crônica que uma vez um velho fazendeiro, temendo perder sua família, se aprontou para guerra antes que ela chegasse até ele. Os ninjas do exército, a maioria formados na academia, zombavam do velho homem que era incapaz de utilizar qualquer tipo de ninjutsu, genjutsu ou taijutsu. Sua unica habilidade era manipular uma espada, porém nenhum dos homens se dispos a pergunta-lo; então viviam a desdenhar de suas capacidades. Durante um confronto, o homem se jogou a frente da linha de batalha e com ambas as mãos manipulou duas espadas ao mesmo tempo, abrindo uma brecha na estratégia inimiga. Sua vida fora tomada naquele dia, contava Titi. Seu olhar era vago. Parecia falar de alguém próximo..."Duas espadas?". Perguntei naquele dia. Parecia fascinante; e naquele momento em que estava, mais ainda. 

Duas espadas...Refletia... Enquanto ao caminhar olhava ambas as mãos se fechando e abrindo; como se quisesse entender o funcionamento daquela peculiaridade. A cidade encontrava-se vazia. Quando passei os portões ouvi sussurros vindo das casas, mas não dei ouvidos àquilo; apenas fui para casa. 
Lá, encontrei o pequeno caderno que guardava na gaveta da cômoda. Fazia anos que não o lia. Sentei-me na cama e com um lápis em minhas mãos reescrevi algumas partes em paginas a frente; desta vez com a mão esquerda. A letra era ridiculamente incompreensível, mas logo as palavras começaram a ter formas de fácil distinção. A mão parecia tremer e por alguns passos me descuidei ao afrouxar os dedos, deixando cair o lápis que rolou por baixo da porta, até lá fora. "Merda". Abri a porta e vi escrito bem na frente do portão em uma placa brilhante as palavras "Sirva-se de si mesmo". Era uma loja que estava fechada. Saí até a rua onde o som dos ventos ecoavam em meus ouvidos, enquanto a escuridão iluminada pela lua cheia clareava meus olhos. Fonte dos deuses. Olhei ao céu e fechei meus olhos; por poucas vezes ouvi um silêncio tão esclarecedor. Minha mão esquerda descia lentamente até minha hip-pouch, sacando desajeitadamente uma kunai que ali estava. Ainda com os olhos fechados, executei movimentos lentos, como se segurasse uma espada. Por alguns minutos me hipnotizei naquele tipo de dança, acompanhado apenas pela lua. Foi quando parei por alguns instantes, ainda com os olhos vendados por minhas palpebras, esperei um longo suspiro chegar ao fim. Ao abrir meus olhos, foquei procurar um pouco fixo, assim como uma aguia que busca sua presa e por um instante de impulso, lancei a kunai com a mão esquerda. Desastrosamente sem mira alguma. Mal a kunai seguiu perfurando o ar. 
Caminhei até o local onde a arma havia caído e novamente a peguei com a mão esquerda. Faltava alguma coisa naquele treino. 
Tomei por amarrar fios de nilon em minha mão esquerda e por precaução, na direita também; se interligando. Havia uma distância minima possível de separa-las. Cerca de 5 cm. O nylon amarrado na mão direita não se movia, era imóvel e por isso não esticaria. Já os fios emaranhados na mão esquerda, faziam uma espécie de volta na mesma; apenas envolvendo-a. Com a kunai amarrada ao fim da linha de nylon que terminava na mão esquerda. Fechei os olhos e lancei a kunai. Movimentei a mão esquerda o mais rápido que pude, na tentativa de desenrolar o nylon, enquanto a kunai fazia esse caminho. Mas não deu certo. A arma era lançada desastrosamente e exigia uma destreza imensa com a mão esquerda no momento de desenrolar a linha. Puxei a kunai através do nylon e tentei novamente, desta vez, lançando-a para cima. A velocidade era mais lenta e por isso mais facil fazer a movimentação. Repeti por vezes o lançamento ao ar, mesmo assim não funcionava como deveria. 
Por cerca de duas hora persisti; até que minha mão esquerda desse câimbras. Não tinha como continuar. Havia conseguido melhorar bastante a agilidade com a mão esquerda, que agora havia se acostumado a lançar armas e até mesmo movimentar-se rapidamente. Segurava a palma de minha mão na tentativa de passar a câimbra, enquanto caminhava para casa. Kunai e nylon ja guardados; me deitei novamente na cama, enquanto observava minha mão doída. 
ALL FULL
Armamentos: Cheios

Ambidestria (1)
Tipo: Treinável.
Descrição: De modo a tornarem-se mais ágeis, diversos personagens treinam a capacidade de utilizar ambas as mãos igualmente capazes com coordenação motora perfeita.
Bonificações: Pode-se utilizar ambas as mãos com maestria usando armas diversas e outros fins.



CJ|FP
Ver perfil do usuário

2 Re: [Treino] Zeitgeist Lawliet em 23/6/2017, 19:42

Edu

avatar
Kazekage
Kazekage
@



Ficha
Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum