Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!


Convidado


22/11/2017, 00:06
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações
UM TEXTO AQUI LOGO LOGO
Meta: 00,00 R$ Recebido: 00,00 R$
00%
compre Seus AGs Pelo Pag Seguro e Paypal
UPDATES!
09.09.2017 — Exatamente um mês desde o último update, estou aqui hoje para avisar que o arco RUPTURAS está oficialmente encerrado. Ao longo dos próximos dias o tópico referente a ele será devidamente atualizado. Como prometido, novos sistemas virão (já estão disponíveis para o público ver e sugerir coisas) e novos Clãs/Kekkei Genkais também, além disto, muito em breve teremos o inicio de um novo arco.
ESTAÇÕES & EVENTOS
Ano: 08
Primavera:
14/11 - 07/12
Verão: 08/12 - 30/12
Outono: 31/12 - 22/01
Inverno: 23/01 - 13/02





Últimos assuntos

» 03. Solicitações de Quests
por Sephiroth' Ontem à(s) 23:44

» [Quest - Fios Negros] Asakura
por Sephiroth' Ontem à(s) 23:32

» [C.T] Amizade à Vista - Treino
por MilkWho Ontem à(s) 23:14

» [Missão Rank C - Urameshi] Preço da Fama
por Sephiroth' Ontem à(s) 23:02

» Lista & Organização de Vilarejos
por Camüv Ontem à(s) 22:59

» [F] Dow'Sha
por Yuzuki Ontem à(s) 22:55

» Lista & Organização de Clãs
por Sora' Ontem à(s) 22:39

» [B] Aria
por Hoox Ontem à(s) 22:37

» Controle de Recompensa de Evento
por Kazui Igarashi Ontem à(s) 22:33

» The Immortal - Misaki Mei
por Sora' Ontem à(s) 22:31

Procurados
Procurados RPG Akat


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

TREINANDO QUALIDADES PERDENDO DEFEITOS PARTE 2, SEM MARCAÇÃO DE ADM PANELEIRO DESTA VEZ

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 2]

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
A minha vida ia de mal à pior. A todo momento sentia uma depressão profunda, além de não consegui me acostumar à ninguém. Eu precisava que alguém me salvasse.
HP: 200/200
Chakra: 225/225

Considerações:
Seguirei um mínimo de 200 palavras/post, variando conforme necessidade exigida pelo narrador. Primeiramente perderei os defeitos timidez, depressão e antropofobia, sendo a sequência definida pelo narrador ordinário. Tenho prodígio, sendo assim, diminuirei a necessidade de 15 posts (perda dos defeitos) para 12. As qualidades definirei assim que tiver terminado a primeira fase do treinamento.

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
O ninja se via em uma espiral de problemas que não teria seu fim tão cedo mas uma solução veio a sua cabeça " uma psicologa" apesar de sua timidez ele precisaria enfrenta-la para se tornar um ninja melhor.


Obs: 01/12. Procura por uma psicologa e narre chegando na sala de espera.

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
Andava pela rua me sentindo como um lixo humano. Não sentia mais vontade de viver e todas aquelas pessoas me davam medo, algumas vezes, até me paralisando por completo. Passei ao lado de um quadro de avisos e avistei justo o que procurava: uma psicóloga. Talvez com ela eu pudesse, finalmente, me livrar de todos aqueles problemas conquistados desde o início da minha vida. Não estava bem determinada por mim mesma, mas sim pela vontade de meus pais remanescente em mim. De certo modo, esta era a única coisa na minha vida capaz de manter viva, respirar e andar pelos lugares.

Antes de tudo, procurava entender melhor sobre o trabalho de um psicólogo. Depois de uma rápida pesquisa, finalmente entendi que este era o profissional capaz de tratar todas as patologias relacionadas à psiquê. Não era apenas isso, obviamente, mas apenas esta pouca informação me bastava para fazer-me perseguir tal pessoa. Andei um pouco pela vila e finalmente cheguei ao lugar onde eram feitos os atendimentos. Bati à sua porta e fui entrando lentamente, sentindo um grande ao medo ao vê-la. Com aquilo, fiquei completamente paralisado e caí no chão do joelhos. Com apenas aquilo, talvez, ela pudesse prever o meu quadro e encontrar uma forma mais breve possível para me ajudar.
HP: 200/200
Chakra: 225/225

Considerações:
Narrei, de forma simples, como teria encontrado a ajuda e coisas do gênero. Espero que não tenha tido nenhum problema.

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
O menino entrava na sala da moça fszendo toda aquela grande cena. Logo a mulher pensava em um pre diagnostico e convidava o garoto a se sentar.
- qual o seu nome , idade? Começe a me contar sobre a sua historia?

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
Derrubada no chão, a mulher parecia ainda não entender minha situação. Estava completamente amedrontada com sua presença. Aproximou-se de mim e senti um suor escorrer pelo corpo. Medo excessivo, este era o melhor nome para descrever a situação. Travei. Somou-se, naquele momento, uma confusão de estados mentais. Depressão, antropofobia e timidez. Todas essas condições psicossociais me impediam de dirigir a palavra àquela mulher. Ainda sim, conseguia sentir uma aura amigável emanando dela. Podia ser apenas coisa da minha cabeça, mas a verdade é que, de alguma forma, a presença dela começava a me acalmar lentamente. Meu coração, antes pulsando rapidamente, agora se tornava mais aliviado. O passar do tempo ajudou, sem dúvidas.

Depois de uma longa jornada até conseguir chegar à esta clinica, não desistiria tão facilmente. Contudo, ainda não poderia simplesmente sair falando com aquela moça como se fosse uma humana comum. Procurei uma maneira de subterfúgio, algo capaz de evitar enfrentar meus problemas tão assim de frente. Olhei por cima de sua escrivaninha e vi um papel e uma caneta. Avancei até ela com minhas pernas cambaleando, pronta para ceder uma segunda vez ao chão. Meus movimentos rastejantes me permitiram pegar um papel e uma caneta. Escrevi, de maneira apressada, as seguintes informações: "Meu nome é Kyou Kai, tenho 10 anos e sofro por diversos danos psicológicos. Sequer sei como explicá-los." Entreguei o papel em suas mãos e novamente caí no chão, completamente inerte.
HP: 200/200
Chakra: 225/225

Considerações:
Estou tentando enfrentar os seguintes defeitos: Antropofobia (1) - Medo de humanos; Timidez (1) - Não consigo falar com humanos e Depressão (2) - sou fudidaça.

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
A mulher calma que estava por passar por aquilo quase sempre sendo isso algo natural para ela. A psicologa lia o papel e dizia enquanto ajeitava seus osculos em seu rosto:
- Eu posso não ter passado ou estar passando por esse momento que você se encontra mas eu estudei muito para poder ajudar pessoas como você, kai.
Ela oferecia um copo com algua ao menino e espera ele tomar aquilo e talvez desse um simples oi. Alguns minutos se passaram e o silenciao tomava conta do local. A mulher então perguntava com uma voz calma:
- eu sei o seu nome mas eu gostaria muito de ouvir sua voz falando isso junto de algo. Qualquer coisa que você goste sobre você mesmo, ok? Eu irei esperar o tempo de que for, quando se sentir confortavel fale.

03/12

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
O tempo passou e a desmotivação veio, como de praxe. Desta vez, elevou ainda mais os meus níveis de ânsia e vontade de desistir. Não sabia ao certo o que ou como fazer, mas aquela mulher parecia ter as respostas certas para minha situação. Segurei bem o seu copo d'água com minha mão tremulando muito. Minha boca abriu lentamente, bebi toda aquela água e respirei, profundamente, tentando, novamente, tomar controle da situação. Consegui, por sorte, domar meus próprios sentimentos. Minha boca também tremulou um pouco, mas logo se abriu.
— Eu... Eu... Eu não sei o que fazer... — gaguejei e enfim coloquei aquilo para fora.
Meu semblante era claramente triste, deprimida. Mordi o lábio, esclarecendo bem o quanto eu era um caco emocional naquele instante. Apesar de tudo, eu havia conseguido falar, um grande progresso para alguém como eu.

Quando finalmente me dava conta sobre minha fala, uma estranha empolgação se juntava à mim e parecia me dar forças para continuar falando sobre mim. Isso, sem dúvidas, poderia me ajudar.
— Eu sou uma Genin de Kirigakure no Sato... — falei com travas e dificuldades. — Meu sonho é me tornar ainda mais forte que meus pais.
Ter dito aquilo me lembrou meus objetivos. Agora minha face era mais amena. Mas, ainda sim, a tristeza, medo e timidez ainda não abandonavam meu corpo sob quaisquer circunstâncias. Esperava que, com aquelas informações, ela soubesse alguma forma de me tratar.


HP: 200/200
Chakra: 225/225
considerações:
Bem, tive uma crise depressiva, mas consegui me recuperar dela conforme o explicado na narração. Isso está sendo bem difícil para minha personagem, então é de se esperar que ela fale bem pouco.

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
- Você se compara aos seus pais? Afinal quem nunca fez isso, certo? Me conte algo sobre eles?
A mulher colocava mais agua no copo da menina que finalmente parecia se soltar e se acalamar dentro daquela sala.


04/12

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
A mulher me fazia uma pergunta sobre meus pais e automaticamente me vinha uma memória, um flashback, sobre aquele fatídico dia. Lembrei-me bem da sensação de vê-los reunidos, saboreando um café da manhã. Senti na minhas entranhas como se fosse hoje, quando dois ninjas do alto escalão me redigiram a pior notícia da minha vida até então: a morte dos meus pais. Meus olhos encheram-se de lágrimas.
— Meus pais... — já em prantos e soluçando. — Eles.. Eles foram assassinados em uma missão. — desabafei enquanto meu mundo caía por completo.
Eu precisava de consolo, definitivamente. Aquela situação ainda mexia muito comigo. Mais do que deveria, para ser bem sincera. Quero dizer, perder os pais numa circunstância como aquela era terrível, mas sendo uma menina que sempre se espelhava e via, no seu sonho de vida, torna-se mais forte do que eles, agravava ainda mais o quadro e pouco contribuía para vencê-lo.

Me levantei de onde estava, ainda chorando. E me deitei em seu divã. Cobri os meus olhos e continuei chorando, soluçando, procurando algo ou alguém capaz de me trazer à paz novamente. Minha situação psicossocial era péssima, mas ainda era reversível.
HP: 200/200
Chakra: 225/225

considerações:
Contei a história por trás da morte de meus pais em um filler. Lê-lo, quem sabe, ajudará no seu plot. Aqui está: http://narutorpgakatsuki.com.br/t50935-fillers-kyou-kai

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
A psicologa mantinha seu profissionalismo ao maximo enquanto ouvia toda a historia da menino que caia em seus prantos. Quando ela acabava de contar a historia sobre seu pais o choro tomava conta da sala e a mulher dava um bufada e retirava seus oculos e seguia falando:
- Eu ja ouvi sua historia e entendo como é... Procure por algo para se focar,se agarrar para você ficar mais forte e deixar seus problemas de lado. Qual e a sua âncora? 


Obs: reflita sobre isso e apenas reflita sem falar nada.05/12

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
A mulher seguiu com dicas. Mesmo em prantos, ainda consegui ouvi-la. Mantive minha cabeça afogada sobre aquele divã e então comecei uma reflexão interna. Construindo um pensamento de maneira lógica, ainda triste por minhas lembranças e sentindo uma grande dor no peito, comecei a entender do que se tratava o proposto pela boa conselheira. Depois de ter perdido meus pais, eu perdi meu rumo como uma ninja. De fato, eu não tinha um objeto concreto para utilizar como uma forma de seguir em frente. Nada na minha pobre vida fazia mais sentido. "Uma âncora... Uma âncora..." pensei comigo mesma por bastante tempo. As palavras foram se prolongando na minha mente e eu acabei esquecendo-me das lembranças depressivas. Fui me recuperando progressivamente. Limpei o rosto, mas continuei com um semblante ligeiramente depressivo. Tentava pensar numa forma de encontrar algo para utilizar como objetivo, uma meta.

Foi então que me dei conta de uma coisa: meus pais ainda eram famosos, mesmo mortos. Criar uma fama ainda maior do que a deles era uma opção viável. Quero dizer, se eu conseguisse me tornar ainda mais forte do que eles, minha fama correria todos os quatro cantos do mundo ninja, cadastrando-me como a kunoichi capaz de superar os seus pais, aqueles, uma vez, considerados como uns dos ninjas mais fortes existentes dentro dos limites de Kirigakure. Isso me trouxe determinação, pensar desse modo. Fui, lentamente, conseguindo encontrar algo para mudar a mim mesma.
HP: 200/200
Chakra: 225/225

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
- Qual a sua âncora?  É algo palpavel? E um sentimento?



Obs: continue pensando e quando se sentir confortavel fale para a psicologa. 06 /12

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
Continuei pensando em minha vida. Minha determinação foi aumentando. Ainda sentia grande tristeza pela morte recente e antes do tempo dos meus pais, mas não poderia deixar que seu sacrifício fosse completamente em vão. Carregava, comigo, a vontade deles. E, sem sombra de dúvidas, eles queriam o melhor pra mim. Passei a pensar bastante naquilo por muito tempo. Não deixaria que todo os seus esforços em me educar e me criar fosse em vão, era hora de me mudar. Seria este o motivo para eu estar ao lado de outro humano? Meus pais pareciam me guiar mesmo sobe o solo.

Ainda deitada, continuei a formular mais o meu pensamento quando a mulher perguntou se eu havia encontrado algo para seguir. Eu poderia respondê-la facilmente, sem maiores problemas, mas ainda me sentia um tanto quanto tímida para lhe confessar meus sentimentos. Abri minha boca e meu coração disparou. Enfrenta um desequilíbrio psicológico para conseguir falar. Contudo, respirei fundo e tomei o segundo copo d'água, conseguindo me abster de todos os problemas.
— Eu encontrei-a... Ela está localizada bem aqui. — apontei para o meu coração. — Trata-se dos ensinamentos deixados pelos meus pais. Seus sacrifícios não serão em vão. Enquanto eu estiver viva, farei de tudo para me tornar maior do que eles eram um dia, vou me tornar justamente aquilo que eles almejaram para o meu futuro. — falei de maneira forçada, tentando quebrar as barreiras impostas pelo minha psiquê.

HP: 200/200
Chakra: 225/225

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
- otimo... Temos um começo. Volte aqui semana que vem e se mantenha focada em sua crenças.


Obs: faça o que a mulher falou. 07/12. Fala tambem se vc sentiu algum tipo de mudança nesses dias.

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
A conversa havia chegado ao fim, mas meu coração já parecia sentir uma certa diferença. Me retirei lentamente do gabinete e me dirigi à minha casa. Ainda sentia medo de humanos, vergonha de falar com eles e uma depressão severa, mas, aos poucos, conseguia evitar de que os efeitos desses problemas fossem tão acentuados graças à minha nova determinação. Ela não seria quebrada tão facilmente, afinal, relacionava-se com o desejo dos meus pais. Entrei dentro de casa, preparei um chá e comecei a pensar na vida. Grande parte do dia não sentia mais vontade de ver humanos, de continuar a viver, contudo ainda carregava esta forte vontade comigo. Algo capaz de dividir um oceano, era disso que se tratava o laço criado por mim dentro daquela sala de psicologia.

Uma semana se passou e o progresso se tornara notável. Eu já conseguia conversar com algumas pessoas, ainda que travasse muito. Meu medo ainda era real e ainda me causava paralisia, mas conseguia, em alguns momentos, contê-lo. A depressão ainda era um problema e tanto, entretanto sempre expurgava-a de minha mente lembrando do sorriso de meus pais reunidos. Aquele sorriso, era esta lembrança que mais me carregava à mente e recarregava minhas energias para seguir mais um dia com vida. Andei até o consultório e bati à porta, lentamente virando a maçaneta e adentrando o espaço tão usado. Já estava bem habituada com aquele espaço e com a psicóloga, minha boca conseguia se mover com mais naturalidade.
— Muito obrigado por tudo, psicóloga-san. Esta semana consegui melhorar bastante, muito embora ainda seja atormentada diversas vezes pelos meus problemas recorrentes. — conversei.
HP: 200/200
Chakra: 225/225

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
- Me fale sobre a sua semana,problemas que passou, problemas que superou.
A psicologa aguardava confiante por uma resposta boa.

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
Já havia naturalidade entre mim e a minha salvadora. Com isso, não havia qualquer motivo para sentir medo, ou ser tímida para com ela, conseguia conversar com normalidade e não travar. Apesar de tudo, ainda sim, algumas vezes sentia um certo desconforto, mas nada que não desse para ser superado com a aura de tranquilidade emanada pela mulher. Deitei-me em seu divã e era hora de contar a ela sobre a minha semana.
— Minha semana foi ótima. Cheguei em casa, preparei um chá e passei a tarde pensando sobre a minha vida. Fiz boas refeições e, aos poucos, ia encontrando mais razões para aprender, melhorar e continuar a viver. Sem dúvidas a nossa conversa me ajudou um bocado. Enfrentei algumas adversidades, já era de se esperar. Algumas vezes meu quadro depressivo se agravou, mas nada comparado ao de antes. Minha timidez parece estar se esvaindo pouco a pouco. Meu medo por humanos também não me incomodou tanto quanto antes, ainda que sinta um desconforto moderado ao estar perto de algum. — discursei por algum tempo.

Contei sobre toda a minha semana e aquilo parecia ter tranquilizado minha alma. Engraçado o quanto aquele consultório me trazia lembranças felizes de minha infância e o quanto as palavras daquela mulher pareciam mexer comigo.
HP:200/200
Chakra:225/225

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
A psicologa chamava uma outra pessoa para dentro da sala e começava a falar:
- Nessa sessão você ira confrontar seus pais.
A pessoa estranha então sem demorar arregaçava sua manga e colocava a mão na cabeça da menina que logo fechava os olhos e entrava na memoria do cafe da manha com seus pais.

Obs: a memoria que vc entrou e a falada no seu filler. 08/12

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
Confrontar meus pais?! Nada me passou pela cabeça quando teria dito aquilo. Alguém estranho entrou à sala e pôs a mão sobre minha testa. Em instantes eu estava em outro lugar, sem sequer conseguir responder a atitude daquele homem. Lá estava, vendo novamente o dia fatídico onde toda a minha vida teria se tornado nada além de desgraça. As cenas daquele café da manhã me faziam chorar invariavelmente.
— Parem... Isto é... Maldade. — falei em um tom deprimente.
As visões continuaram, seguindo ao dado momento onde eu recebia a notícia e corria desesperada pelos cantos. Ver aquilo mexia demais comigo, mais do que eu imaginava. Nem mesmo minha poderosa determinação há pouco conquistada era capaz de batalhar com aquilo.

A visão foi acabando, afinal não era o restante dos dias que mexia comigo, mas sim aquelas lembranças em específico. Quando finalmente sentia-me aliviada, novamente o filme de todas aquelas situações rodou na minha cabeça uma segunda vez.
— Por que?... Por que vocês estão fazendo isso comigo? — ainda chorando.
Meu corpo se tremeu por inteiro. Agachei-me e abracei minhas pernas com os braços, estando em intenso desespero. Nada parecia ser capaz de me tirar daquela situação, eu precisava encontrar algo rapidamente.
HP: 200/200
Chakra: 225/225

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
- Lute contra isso acabe com seus medos e inseguraças!

A menina voltava para tal lembraça e so sairia dela caso acabasse com a origem de seus medos.


09/12. Narre vc se desesperando e tentando sair dali de qualquer jeito mas vc sempre volta para a mesma cena no mesmo momento.

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
A mulher pedia para lutar contra aquilo, mas como?! Mexia demais comigo para tentar fazer qualquer coisa. Me levantei em um ato de puro desespero, tentando encontrar qualquer coisa para usar em meu favor. Meu desprazer veio com o tempo. Tentei sair daquelas visões, tentar quebrá-la de alguma maneira. Aquilo poderia ser um Genjutsu, quem sabe, mas eu deveria encontrar uma forma de me livrar daquilo. Para o meu bem futuro, nada conseguia encontrar. Já estava começando a aceitar meu destino ao ver a mesma visão pela terceira vez. Eu estava fadada àquilo, no fim?! Minha vida se basearia nesta visão capaz de arruinar toda minha vida?

...

Horas se passaram. A visão continuou em um loop eterno. Nada encontrava para continuar lutando contra ela, muito pelo contrário, sentia apenas desespero e níveis elevados de depressão e outros problemas. As palavras "seus pais morreram" não saíam da minha cabeça.
HP: 200/200
Chakra: 225/225

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
Obs: me perdi na contsgem (conta os posts vc, obg) . Narra a sua superação da origem dos seus problemas. Minimo de 350 palavras.

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
[justify]As visões continuaram, uma após a outra, incessantemente, roubando toda a minha vontade de viver. Meus problemas se acentuavam cada vez mais, não sabia mais como proceder naquela situação. Minha coragem fora testada mais uma vez, mas desta vez estava perdendo e de maneira bem feia. Tentava lutar mais era arrastada por mais desespero, fazendo tudo em vão. Num dado momento, finalmente encontrei a luz no fim do túnel. Na verdade, eu já a tinha visto centenas de vezes em toda vez que estava presenciando aquele momento repetidamente. A tal luz tratava-se de algo simplório, mas capaz de mudar a vida de qualquer pessoa: o amor. O amor no olhar do meu pai enquanto eu comia minha refeição, o amor no ato de me preparar um café da manhã por parte de minha mãe. Tudo aquilo conspirava bastante ao meu favor. Focar naquilo, era isso que eu deveria fazer.

Não seria fácil enfrentar aqueles momentos tão difíceis com algo tão complicado como o amor, mas não restavam dúvidas que era esse o sentimento que reinava naqueles momentos. Os sorrisos, as risadas e o amor. Tudo isso era mais importante, ligar-me a esses detalhes parecia, em minha imaginação, a única forma de lutar contra toda aquela tristeza excessiva. Foquei-me nestes aspectos, mas ainda sim não era fácil de desvincilhar-me do restante das visões. Mais uma vez experimentei minha louca tese. Meu semblante mudava bruscamente, mas não o suficiente para me livrar de toda aquela carga negativa. Soltei as minhas pernas, me levantei, olhando bem para o rosto do meu pai, observando bem minha mãe utilizar suas mãos para cozinhar. Visão a visão, um sorriso ia se abrindo em meu rosto e finalmente eu lembrei da minha determinação inicial: manter viva a vontade de meus pais.

O amor, o sorriso, as brincadeiras, as risadas, tudo isso era combustível para minha poderosa determinação. Meus olhos encheram-se de fogo, isto é, vontade. Cerrei bem os punhos, olhei para os meus pais e não mais me importava com o fato dos mesmos terem morrido. Agora uma única coisa existia em minha mente: incendiar todo o meu corpo com minha determinação e perseguir os sonhos que meus pais se sacrificaram em prol destes.
— Tudo certo, me tirem daqui. Eu não sou mais a mesma pessoa. — falei de maneira convencida.

HP: 200/200
Chakra: 225/225

considerações:
Tem uma 370 palavras, creio ter sido suficiente. Pois bem, agora finalizamos.

Ver perfil do usuário

Note

avatar
Genin
Genin
A menina acordava junto do ego da psicologa qi estava nas alturas. A psicologa dava então a conta para a menina pegar na saida.


Obs: Treino finalizado. Retire 1000 do banco para pagar a mulher dps disso eu aprovo (manda o link da retirada no proximo post)

Ver perfil do usuário

Li Xin

avatar
Gennin
Gennin
Peguei mil ryous de minha carteira, em meu bolso esquerdo e entreguei à recepcionista da clínica. Eu era uma nova pessoa e, para me testar, saí conversando com todos na rua no caminho de volta para minha casa. Agora era hora de treinar mais algumas aptidões físicas.


HP: 200/200
Chakra: 225/225

considerações:
http://narutorpgakatsuki.com.br/t50998-banco-lixin < Banco. É nois. CHORA ADM, RUSHO DO MSM JEITO. CRIA MAIS REGRA AE. É NOIS!!!!!!!.

Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 2]

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum