Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!


Convidado


22/11/2017, 16:13
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações
UM TEXTO AQUI LOGO LOGO
Meta: 00,00 R$ Recebido: 00,00 R$
00%
compre Seus AGs Pelo Pag Seguro e Paypal
UPDATES!
09.09.2017 — Exatamente um mês desde o último update, estou aqui hoje para avisar que o arco RUPTURAS está oficialmente encerrado. Ao longo dos próximos dias o tópico referente a ele será devidamente atualizado. Como prometido, novos sistemas virão (já estão disponíveis para o público ver e sugerir coisas) e novos Clãs/Kekkei Genkais também, além disto, muito em breve teremos o inicio de um novo arco.
ESTAÇÕES & EVENTOS
Ano: 08
Primavera:
14/11 - 07/12
Verão: 08/12 - 30/12
Outono: 31/12 - 22/01
Inverno: 23/01 - 13/02





Últimos assuntos

» [C.T] Amizade à Vista - Treino
por MilkWho Hoje à(s) 15:58

» Biblioteca de Kumo
por Karma Hoje à(s) 15:31

» Biblioteca de Iwa
por Karma Hoje à(s) 15:25

» Biblioteca de Kiri
por Karma Hoje à(s) 15:23

» Biblioteca de Suna
por Karma Hoje à(s) 15:19

» Biblioteca de Konoha
por Karma Hoje à(s) 15:15

» [C.T] Amizade à Vista - Treino
por MilkWho Hoje à(s) 15:14

» Banco - Yuki Riki
por Riki Hoje à(s) 14:56

» 01. Solicitações de Missões
por Mitzsuki Hoje à(s) 14:49

» [RP] Os olhos cobiçados.
por Zekken Hoje à(s) 14:43

Procurados
Procurados RPG Akat


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[Campo de Treinamento do Makoto]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 [Campo de Treinamento do Makoto] em 29/12/2016, 20:57

Convidado

avatar
Convidado
Um campo aberto e simples com a grama baixa, algumas árvores e pedras.

Convidado

avatar
Convidado
Entregou-se ao retrocesso a partir do momento em que decidiu ficar parado; emergir na sensação de de improdutividade era tão doloroso que afligia o seu âmago como uma lâmina... Uma lâmina. A ideia acendeu como uma lâmpada, dentro da condição inata de brincar com a semelhança entre os termos. Que seja. Pensou ao se levantar da esteira de palha onde repousava naquela tarde.

Providenciaria pela autenticidade do seu nome, um instrutor digno da palavra que seria aguardado com calma na mesma esteira sob a sombra de uma árvore rica em sua copa volumosa.

HP: 400
CK: 400

Tear

avatar
Gennin
Gennin


narrador


Treino de Kenjutsu


Campo de treinamentoinverno6°Post 1


Ambiente: Uma noite estrelada, o céu quase que completamente limpo era um grande atrativo para qualquer um que quisesse aproveitar de uma bela visão. Em contrapartida a temperatura do local desce a menos de dez graus e espanta a maioria das pessoas do campo de treinamento, o que faz o lugar ficar vazio.

Narração: Coincidentemente, os únicos que se encontravam no campo eram Makoto e um bastante conhecido chunnin da vila chamado Takato. Takato era famoso por nunca ter conseguido dominar genjutsu ou ninjutsu e por basear todos os seus planos de combate em sua habilidade com armas. Espadas não eram a sua especialidade, mas ainda assim era considerado um dos ninjas mais poderosos da vila nesse aspecto.
 O chunnin estava de costas para o jovem gennin, treinando em rochas seus rápidos e poderosos ataques com as laminas, muitas vezes cortando-as ao meio sem muito esforço.
 Talvez ele fosse o instrutor que o Uzumaki precisava.




Treinos - Banco - Mods - C.T - C.J
Ver perfil do usuário

Convidado

avatar
Convidado
A coragem é o calejamento da hesitação que se sobressai ao espremer o medo como o suco de uma fruta doce; interromper o treinamento de um homem cortando pedras com uma espada não foi a atitude mais inteligente do garoto que por muitos era tido como um gênio sem precedentes.

Era admirável observar o homem "fatiar" as formações rochosas, aliás, o termo fatiar pode ser usado para minérios? Se não estava enganado, aquele era um shinobi, um chunnin admirado pela sua capacidade inata em manusear armas de todos os tipos. — Ei... — O ruivo levantou o indicador direito como se quisesse chamar atenção em sala de aula, de fato não seria suficiente para captar a atenção do espadachim entretido com suas rochas.

— Você parece manusear muito bem essa espada — diria ao garantir uma distância segura num ângulo onde pudesse ser visto — poderia me instruir nessa arte tão antiga? Rasgar seda era realmente desnecessário, mas "desnecessário" era o nome do meio de Uzumaki Desnecessário Makoto. Com as mãos para trás como um avaliador julgando um quadro exposto num museu, expressaria toda sua vontade e intenção de adquirir conhecimento no seu semblante confuso e indagante.

HP: 400
CK: 400

Objetivo:
Perito Armamentista (2)
Tipo: Treinável.
Descrição: Alguns personagens desenvolvem ao longo de sua vida uma perícia armamentista especial, variando entre cada personagem. Geralmente limitando-se a dois estilos por cada personagem, devendo sempre selecionar entre: Bōjutsu, Kayakujutsu, Kenjutsu, Kusarigamajutsu, Kyūjutsu e Tessenjutsu.
Bonificações: Permite manusear com perfeição a arma escolhida.

Tear

avatar
Gennin
Gennin


narrador


Treino de Kenjutsu


Campo de TreinamentoInverno6°x/y posts


Ambiente: Uma noite estrelada, o céu quase que completamente limpo era um grande atrativo para qualquer um que quisesse aproveitar de uma bela visão. Em contrapartida a temperatura do local desce a menos de dez graus e espanta a maioria das pessoas do campo de treinamento, o que faz o lugar ficar vazio.

Narração: Depois de ouvir o garoto falar, Takato o encarou por alguns instantes, como se estivesse jugando o garoto em sua cabeça. Após alguns segundos de silêncio constrangedor, Takato chegou a conclusão de que aquele garoto não iria aprender nada de jeito nenhum, mas como já estava cansado de treinar sozinho decidiu ajudar o menino.
 Tirou uma das duas espadas que carregava e a entregou a Makoto alertando-o antes de mais nada de que aquele seria um treinamento árduo.
Por enquanto tudo se resumia a Takato lhe ensinando as coisas básicas como posturas e teorias sobre a luta com essa arma.
 Não parecia ser um homem muito paciente. Sempre se irritava com os pequenos erros do jovem gennin, mas era isso ou nada.




Treinos - Banco - Mods - C.T - C.J
Ver perfil do usuário

Convidado

avatar
Convidado
Não havia nada mais brutal do que ser subestimado, mas o garoto não sabia do ocorrido, então estava tudo bem.

O frio agudo abraçava os seus ossos e arrepiava sua espinha, fazendo toda a situação ficar mais emocionante.  A espada concebida por Takato era mais pesada do que ele esperava, talvez a noção que criara do peso de uma ferramenta como essa estivesse distante da realidade. A postura e os movimentos passados eram mais difíceis do que tinha previsto, ele havia subestimado a arte de usar uma espada. Tecia com esforço cada mero movimento descrito pelo seu tutor, no entanto não gozava da mesma perfeição que o homem exercia com a arma.

Inspirou pesadamente para buscar inspiração, mas ao fim da sessão se viu nu de antemão, incapaz de prosseguir sem abdicar da sua negação do direito de errar. — Droga! — Cuspiu as ofensas que dirigia para ninguém mais e ninguém menos do que si mesmo, a esmo planejava o progresso que não vinha na hora esperada. A grosseria do treinador só o motivava a se dedicar cada vez mais aos treinos.

HP: 400
CK: 400

Tear

avatar
Gennin
Gennin


narrador


Treino de Kenjutsu


Campo de treinamentoInverno6°span class="narr-orange"> ✘ x/y posts


Ambiente:Uma noite estrelada, o céu quase que completamente limpo era um grande atrativo para qualquer um que quisesse aproveitar de uma bela visão. Em contrapartida a temperatura do local desce a menos de dez graus e espanta a maioria das pessoas do campo de treinamento, o que faz o lugar ficar vazio. 

Narração: Conforme os dois praticavam com as lâminas o shinobi parecia se sentir cada vez mais acostumados com ela, e consforme ele progredia, Takato parecia ficar cada vez menos severo. 
 Assim passou-se a noite e os dois continuavam o seu treinamento, horas pareciam ser minutos enquanto os dois iam praticando juntos técnicas cada vez mais avançadas e em certos momentos até faziam pequenos combates. quando o sol começava a sair de sua toca e os leves raios de luz encontravam os rostos dos ninja, Takato decidiu que era melhor ir, Disse para o garoto que ele havia progredido muito nessa noite de treino e que seria uma honra lutar contra ele de verdade algum dia.


 
Treinamento finalizado.
 Recompensa: Perícia armamentista (2)




Treinos - Banco - Mods - C.T - C.J
Ver perfil do usuário

Convidado

avatar
Convidado

  • Stamina.
    A resistência é um fator totalmente decisivo numa batalha, saber se conseguirei aguentar por mais tempo ou se serei capaz de dar o meu máximo até o fim. Isso exigia muito mais do corpo do que eu esperava, vendo isso decidi que deveria treinar mais o físico. Agia como qualquer outro homem antes de um treino: estava inquieto, foleando as páginas de um livro qualquer sem nem prestar atenção no que fingia ler. Puta que pariu. Eu só queria estudar genjutsus, ninjutsus e fuuinjutsus. Eu pensava assim, até notar algo no livro:

    “Os benefícios do exercício físico para a saúde reflecte-se em todas as partes do corpo, incluindo a mente. Exercitar faz com que o organismo produza endorfinas, substâncias químicas que podem ajudar uma pessoa a se sentir mais feliz e em paz. O exercício pode ajudar algumas pessoas a dormir melhor. Também pode ajudar algumas pessoas que têm depressão leve e baixa auto-estima. Além disso, o exercício pode dar às pessoas um senso real de realização e orgulho por ter alcançado um determinado objectivo. O exercício pode ajudá-lo a ficar melhor.

    Na verdade, o exercício é uma das partes mais importantes para manter o seu corpo num peso saudável. Exercício ajuda pessoas a perder peso e diminuir o risco de algumas doenças. Exercitar a manter um peso saudável diminui o risco de uma pessoa de desenvolver certas doenças, incluindo diabetes tipo 2 e hipertensão arterial. Estas doenças, que costumava ser encontrada principalmente em adultos, estão a se tornarem comuns em adolescentes. Exercício pode ajudar uma pessoa de idade. Isto pode não parecer importante agora, mas o seu corpo vai agradecer-lhe mais tarde.

    As mulheres são particularmente propensas a uma condição chamada de osteoporose (enfraquecimento dos ossos) à medida que envelhecem. Estudos constataram que exercícios com pesos, pular, correr ou andar rápido, pode ajudar a manter os ossos fortes.”

    Aquilo realmente mudava as coisas, decidi sair de casa e me exercitar, então corri em volta dela várias vezes. Fui para o fundo onde achei uma corda, decidi pular ela até que cansasse. Suado pelo esforço, pensei que poderia melhorar o meu fôlego nadando no mar.

    O mar estava agitado como de costume, não poderia ter muitas façanhas escondidas ali, mas com certeza poderia progredir se me exercitasse. Viva os exercícios! Não entendia muito de nado, mas sabia que faziam bem a saúde. Os meus braços longos se estenderam e o meu corpo se retesou assim que abracei a água gelada, teci poderosas braçadas enquanto agitava as pernas progredindo mar adentro.  Clap. Clap. Clap. O cheiro salgado invadia minhas narinas e o gosto minha boca, eu odiava o mar. E muito. Pensei em voltar, pois não podia ir muito fundo sem a autorização dos meus pais. Esperava tirar um bom proveito daquilo.

    HP: 400
    CK: 400
    +1 ponto em stamina

Tear

avatar
Gennin
Gennin
App



Treinos - Banco - Mods - C.T - C.J
Ver perfil do usuário

10 Re: [Campo de Treinamento do Makoto] em 30/12/2016, 13:49

Convidado

avatar
Convidado

  • Aprendi com os meus familiares o quanto o vigor era importante, este que era o que fazia minha família tão conhecida além dos seus fuuinjutsu. Resistir na batalha era mais importante do que bater, o vencedor era escolhido por aguentar apanhar. Aguentar apanhar? Não... Suportar o seu próprio ritmo, tornando-o mais acelerado e violento e mesmo assim nunca retrocedendo. Eram todos pontos essenciais que só poderiam ser obtidos através do treinamento árduo, contínuo e chato para se adquirir uma stamina alta que fizessem animais de corrida sentirem inveja da minha disposição. Esse era o meu objetivo a longo prazo.

    A grama sintética semeada ao redor da minha casa era ótima para se correr descalço, eu jamais negaria a mim mesmo a ótima sensação de pisar sem os meus calçados naquela relva úmida e escura, parecia até mesmo algas vindas da profundeza do oceano ao invés de mato comum. O seu cultivo era desconhecido para mim, pois botânica ainda era uma área obscura dentro do meu cérebro já que não tinha o conhecimento que muitos como meus familiares e amigos exerciam sobre o assunto que por sinal é tão amplo. Correndo sobre ela, descrevi círculos incansáveis durante minutos, pois consistência é o que há. Os meus pés chatos marcavam profundamente a bela grama da minha casa. Minha mãe sem dúvida me mataria se visse algo como aquilo sendo feito logo ali. Nem mesmo o meu animal de estimação tinha direito de despejar seus dejetos lá.

    Uma corda pendurada em um pino na parede seria muito útil para isso também. Aquele pino me lembrava o meu pônei, o Bob. Bob era um animalzinho muito querido, mas não era ele que pretendia defecar na grama da minha mãe. Na verdade Bob morava numa fazenda e eu o visitava sempre que podia, andávamos juntos e ele foi quem viu eu realizar meu primeiro fuuinjutsu, ficou muito orgulhos do meu feito. O pino me lembrava ele pois era onde sua sela ficava quando não estávamos na fazenda, afinal não tinha utilidade deixar-lhe com sela sem que pudesse ser montado. No fim eu cresci e ele envelheceu, já não suportaria mais o meu peso e o meu tamanho, precisava de um cavalo maior, mas o velho e pequeno Bob jamais sairia do meu coração que só tinha espaço para ele quando se tratava de ungulados.

    A corda era de couro e de madeira onde se pedia as mãos, não tinha uma noção exata do seu comprimento, mas esperava que fosse útil para alguém do meu tamanho. Pular corda era muito fácil, questão de manter um ritmo preestabelecido e não deixar que fuja daquilo, já que qualquer alteração poderia me fazer tropeçar ou perder o ritmo que tinha criado. Comecei então, contando: um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito... Houve uma hora em que apenas pulava, sem ter noção do quanto realmente já tinha pulado. Pular por diversão? Não... Meu fôlego era nitidamente treinado durante a execução de cada salto.

    HP: 400
    CK: 400

    1 Stamina

11 Re: [Campo de Treinamento do Makoto] em 30/12/2016, 13:52

Tear

avatar
Gennin
Gennin
app



Treinos - Banco - Mods - C.T - C.J
Ver perfil do usuário

Convidado

avatar
Convidado
A Descoberta


  • O seu clã era conhecido pelos cabelos ruivos, é claro. Uma característica única deles, vermelho como sangue. Talvez fosse a primeira coisa que pensassem ao lembrar do sobrenome, mas tinha um diferencial ainda mais incrível: a habilidade inata para desenvolver e utilizar selamentos. A sua família progredia nisto a cada geração, já que era onde se escondia seu enorme potencial.

    Os meus antepassados deveriam ser engradecidos pelos feitos que conquistaram. Pensava o atento menino, lia o pergaminho debruçado sobre o parapeito da sacada do quarto de seu irmão. Por que os seus pais nunca comentaram sobre as maravilhas que se escondiam por trás daquela técnica milenar?

    Omitir informação é uma parte essencial da própria mentira, por tanto é uma parcela desse pecado. Ele não era daqueles que lidavam bem ao ser tratado como criança ou menos importante, pois não se sentia desta maneira. A importância que pareciam lhe dar quando estava perto e o valor que atribuído a ele quando mantinha distância eram estritamente diferentes.

    O pôr-do-sol se precedia e parcelava-se nos olhos alaranjados do ruivo.  Droga! Batia o punho cerrado na mesa de madeira rústica e deslizava a palma da mão, arremessando copos, pratos, livros, retratos e enfeites no chão. O vidro que protegia uma fotografia sua saltou em cacos e a foto se manchou com o suco de uva dormido, o líquido escureceu o seu pai desde o rosto até a mão sobre seu ombro enquanto sorria.


Begin.


  • Jamais negligenciaria os bons cuidados na hora de praticar, então optou por um campo aberto e deserto, amplo e desprovido de possíveis vítimas da sua habilidade descoordenada. Em tese, eram correntes que inibiam o chakra e causavam sérios danos, por serem articuladas sua utilidade não mostrava limites.

    - Ótimo! Concentrava o seu chakra para obter o foco que era necessário para fuuinjutsus. É certo de que isso era simples para alguém que nasceu em berço como o seu, mas uma técnica complicada mesmo aos membros do clã... Já se imaginava a dificuldade existente para adquirir poder contido ali.

    Condensar a sua energia e compactar as correntes... Etapas difíceis e que convidaram a desistir como uma prateleira de doces aliciando uma criança gulosa. Com a escápula retesada e a coluna curvada, sua cabeça pendia contra o peito e os seus braços balançavam livremente.

    Tentou mais inúmeras vezes até obter o sucesso que veio depois de longas horas arriscando, duas correntes prata e coberta por uma aura estranha emergiram das suas costas, apesar de parecerem pesadas ao ser vistas a massa de chakra era muito flexível e leve diante de si, mesmo que fosse difícil controlar no início. As suas ligas eram pesadas e rangiam como se fossem realmente ferro, apesar de serem uma manifestação aguçada da sua energia.

    Uma árvore grossa se erguia na sua frente, majestosa com a copa verde escura se derramando até a metade dos seus bons quatro metros de altura. A casca marrom foi penetrada pela corrente facilmente, dispondo-se quinze pés após isso, serpenteando na volta ao destruir o tronco.

    HP: 400
    CK: 400

    +1 Nin
    + Aprendizado da técnica abaixo.

    OBS: Através de uma dúvida, descobri que posso fazer os dois.
    Adamantine Attacking Chains
    Rank: B
    Descrição: Bem como sua contrapartida, o usuário é capaz de combater e neutralizar um alvo, vinculando e anulando seu chakra em contato. Quando usado contra Suigetsu Hōzuki, as correntes foram capazes de instantaneamente incapacitar o último, enviando-lhe uma distância, enquanto reduzindo seu corpo a um estado gelatinoso. Apesar de não ter o poder combativo de sua contraparte, Karin foi capaz de usar esta técnica para destruir a maior parte da estátua de madeira gigante Tobi e suas muitas mãos.

    Apesar de não ter inicialmente muito controle sobre essa habilidade, Karin parece capaz de manipular o tamanho de suas correntes para se adequar à situação.


esza

avatar
Gennin
Gennin
Treino aprovado, acho que essa técnica precisa de fazer uma quest antes. O player Awake a ganhou durante essa mesma quest.





Try to understand that people are not always as they first seem.
Ver perfil do usuário

Convidado

avatar
Convidado
2 Pontinhos de Velocidade.
  • “Caçadores são inúteis quando a caça é ágil. As pernas da caça são inúteis se o próprio caçador for mais rápido. Velocidade é essencial em combates, perseguições e no dia-a-dia. Homens lentos morrem primeiro. Homens lentos não acertam seus golpes.

    Homens lentos são um fardo.

    Corpos velozes e silenciosos matam mil num campo de batalha antes que percebam o que aconteceu. Seja ágil.”

    - Tekiro Namazeko, autor de "A Arte Shinobi". Nascido e crescido em Kumogakure no Sato.

    Concluí aquele capítulo do livro “A Arte Shinobi”, tinham pelo o menos mais trinta desses tratando sobre conhecimentos variados, desde armas e estilos de combate até as funções essenciais de cada membro de uma equipe numa peleja grupal. O autor deveria ser um velocista, pois prezava muito agilidade. Falava-se de cavalos, arremessos rápidos e principalmente corrida e golpes que mal podiam ser acompanhados. “Um homem grande com punhos fortes ainda poderá ser cortado por uma lâmina ligeira, porém ele nunca acertará o portador da tal adaga enquanto for mais lento.” Dizia em um dos capítulos.

    A leitura é um processo essencial para o crescimento, pois instruções podem encurtar caminhos que de outra maneira seriam muito mais compridos. Soube disso porque cometi o erro de fazer tudo do meu jeito por anos, até que decidi ser instruído pelos mais sábios que quase sempre se foram e estão eternizados em suas páginas didáticas.

    Um dos meus objetivos como ninja era deixar um legado com várias publicações úteis para a próxima geração da vila da névoa, onde seria relembrado por todos com as lições que deixei pros meus netos.

    Nunca um ninja relâmpago, do tipo que praticamente não é visto. Na verdade, eu negligenciei muito as lutas corpo-a-corpo porque o Suika no Jutsu me torna praticamente imune, só que com o tempo vi que ainda assim eu preciso ser rápido, deveria priorizar o treinamento dos meus pontos fracos, mas jamais negligenciar os pontos fortes por isso, pois eles devem continuar se fortalecendo.

    O livro trazia boas ideias para praticar a velocidade, como saltar sobre linhas paralelas em alternância. Foi o que fiz, descrevi dois riscos que não se encontravam e deveriam ter mais ou menos vinte metros do início ao fim, com pelo o menos um metro e meio de intervalo. Pulei com os pés juntos no começo depois separados, por falta de prática, tropeçava e caía.

    Horas se prolongaram até eu notar um diferencial nos meus movimentos, estava de fato alcançando as pontas num intervalo menor de tempo. Soado, despi a camisa e continuei. Da esquerda para direita e da direita para a esquerda incansavelmente, buscando as melhorias com o apetite de uma fera faminta buscando sua presa.

    Tudo começou assim. Depois li a próxima etapa que dizia para correr em volta de uma área, selecionei o lago e comecei as voltas, me atentando aos lugares onde fazia questão de ir mais rápido do que nunca para progredir como corredor. Correr era uma atividade muito solitária, principalmente descrevendo círculos.

    - Eu poderia ter me tornado um fazendeiro, nunca pensei que ficar mais forte pudesse ser tão exaustivo. – Vociferava com as mãos rente ao corpo e as pernas trabalhando ininterruptas. Num determinado período as minhas panturrilhas começaram a implorar por descanso e eu achei que era justo corresponder aos pedidos dela.

    Segunda fase.

    “Ser rápido não está resumido em dar passos com uma frequência avassaladora durante período de tempo, é um conceito muito mais amplo, envolve afiar os reflexos do seu corpo inteiramente.” Inspirei pesadamente, deixando meus ombros subirem e descerem para acompanhar a frequência respiratória. Fechei o livro e senti a poeira vir encontrar meu rosto, não era lá uma edição nova.

    Levantei, pronto para o próximo passo. Numa árvore recheada de folhas, desferi um soco. Todas elas caíam lentamente no compasso em que eu simulava socos, mas assim que podia, agarrava e guardava elas na mão. Mais complicado do que parecia, muitas escapavam entre os dedos e formavam um tapete dentro do alcance dos galhos. A ideia era fazer com que o meu corpo respondesse mais rápidos aos meus sinais, então interagi com a rotação de quadril e de ombro, além do impulso do cotovelo para buscar as folhas.

    Jab, direto, cruzado, upper, uuk, base trocada e repete. Todas às vezes sobravam umas folhas, já tinha descabelado a pobre árvore quando notei. Parti para outra que sofreu a minha fúria. Os socos se tornavam mais precisos e naturais, o avanço era notável. O livro estava certo, no fim das contas. Parei por querer preservar o parque, parti para o terceiro passo.

    Terceira fase.

    “Vemos homens correndo sempre, o mais difícil é não vê-los, seja invisível aos olhos dos fracos.”
    Com pesos pendendo em meu corpo, um pneu na minha cintura, halteres nas mãos e caneleiras, eu fingia estar lutando contra o vento, sempre visando mais a velocidade do que a força para não perder o foco. A minha coluna curvava com esforço e eu bambaleava como um macaco que teve o rabo arrancado, destruído o senso de equilíbrio.

    Dez quilos em cada pé, mais o pneu de sabe-se lá quantos e as anilhas de 12kg. Eu simulava o combate, imaginava um adversário mais rápido do que eu e tentava esquivar e reagir dos seus ataques. Eu quase nunca conseguia. Era impossível, na realidade. Faltava-me força.

    Ao tirar os pesos, percebi que tinha evoluído, pelo o menos não perdi tempo. Estava mais leve e mais ágil, só que a hora de descansar tinha chegado.

    HP: 400
    CK: 400

Paladino

avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
ok.



"Sua dor é a minha dor."
Ver perfil do usuário

Convidado

avatar
Convidado
    As luzes da cidade no meu rosto eram vampiros sugando a minha disposição. Digeri uma fática noite de sono após provar do seu sabor adstringente que se aglutinava na minha garganta. As rugas de sono desenhavam profundos buracos roxos na minha pele pálida, destacando a ausência do aspecto vitalício que sempre me pertenceu.

    Apesar de o cansaço me esbofetear com a palma da insônia, o treino continuava sendo minha prioridade – pelo o menos mais do que repor meu sono. Uma tarde desperdiçada significava uma tarde extra para os meus adversários dispararem na minha frente. No mundo shinobi, um treino mais regrado significa um inimigo mais forte que por sequência, implica na sua morte.

    O meu semblante não demonstrava que estava empolgado para praticar, porém deixava claro que estava disposto a me esgotar até o máximo para progredir. Procurei minha hip-pouch, me certificando de onde estava antes de despir meu moletom esverdeado. Outono. Em Kiri sempre será frio. Tirei o pergaminho da pochete e traguei todo o seu conhecimento.

    O autor comparava a técnica Kirigakure no Jutsu a um jutsu de cura, onde as células do corpo são forçadas a se multiplicar para cicatrizar um ferimento. A habilidade dizia que bastava usar o chakra pra aumentar a umidade do ar. Dizia-se também ser eficaz para impedir a visão de determinados doujutsus já que o chakra depositado em sua execução acaba servindo de barragem. Um trunfo desses nas mãos de alguém como eu, capaz de lutar às cegas, era imprescindivelmente valioso.

    O segredo para uma morte silenciosa depende de três fatores: não ser visto, não ser escutado e ter uma adaga afiada. De resto, só bastava executar o assassinato. Ninjas devem ser mortais e invisíveis para que tudo aja como esperado durante a execução de tarefas importantes. Redescobri os velhos conceitos que me ensinaram durante a minha estadia na academia. Reuni meus dedos afrente do peito e agitei o meu chakra que dentro de mim ouriçava como um gato se espreguiçando sobre uma almofada onde acabou de cochilar. Ao dispersa-lo pelo ar via apenas o desperdício.

    Era preciso um método que pudesse converter minha energia em neblina. Várias tentativas se sucederam até eu alcançar o sucesso, depois de falhas consecutivas. A pior parte dos erros era quando eu cercava minha própria cabeça com a técnica e acreditava que tinha realizado-a com sucesso, bastava alguns passos para reconhecer o meu erro.

    HP: 400
    CK: 400-D


Kirigakure no Jutsu
Rank: D
Descrição: Essa técnica de deslocamento é uma especialidade dos ninjas de Kirigakure, onde se cria uma névoa levantando um pouco de água a partir de qualquer fonte existente ou jogando pela boca, eles entram e saem do campo de visão à vontade. A espessura da névoa é controlada pela quantidade de chakra acumulada dentro dela. Ele não pode enganar o Byakugan, mas, devido ao nevoeiro que está sendo criado com o chakra do usuário, qualquer usuário do Sharingan e do Rinnegan verá a cor do chakra do oponente espalhada na névoa, o que possibilita o usuário da técnica se esconder dos usuários de dōjutsu.

Paladino

avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
ok.



"Sua dor é a minha dor."
Ver perfil do usuário

Convidado

avatar
Convidado
Derramei sobre mim todas as expectativas que poderia gerar desde a infância: a vontade de ser quem não era, mas poderia ser. Um grande ninja, um homem importante para vila, um Mizukage. Tudo isso floresceu dentro de mim como a mais bela flor no jardim, alimentando a esperança de não acabar como mais um guerreiro frustrado que passava o resto da vida contando sobre pequenos combates exaltados pela voz para parecer algo interessante. Queria apenas que no futuro pudesse me sentar junto d os meus netos e lhes falar sobre como fui considerado o shinobi mais importante de toda a aldeia, tornando o meu clã mais conhecido no mundo. Esse objetivo estava tão vivo que eu o sentia pulsar dentro do meu peito, tão forte quanto o coração ao bombardear sangue pelas minhas artérias cheias de desejos.

Os livros sempre foram minha fonte predileta de poder, a força do conhecimento é imbatível e eterna, minhas pernas e braços poderiam ser arrancados em uma batalha violenta por um lutador habilidoso, mas só a morte tiraria de mim aquilo que aprendi em vida. As prateleiras na biblioteca do meu clã se estendiam por dezenas de metros, estantes do saber que eram lustradas quase que diariamente pelas empregadas da família. Meu pai se orgulhava por ter lido a maior parte daqueles livros, um peso que eu carregava e uma meta que bateria.

Subi na escada para ter acesso aos pontos mais altos onde existia um livro sobre estratégias de batalha, um conhecimento essencial para alguém como eu que pretendia estar liderando na linha de frente daqui a alguns anos. O autor se chamava Ratinho e ostentava um belíssimo bigode negro. Uma sombra o acompanhava no fundo da imagem e pelo que parecia estava curvada e sentada.

Ratinho foi um grande general, conhecido por suas glórias. O apelido se deu pela afinidade com os animais, invocando ratazanas que engoliam construções pequenas e cortavam rochas gigantescas com seus dentes. Seus roedores entravam pelo solo e surpreendiam suas vítimas, além de conterem em seu sangue uma doença muito perigosa.

Grr, ratinho, seu gênio! Murmurei e quebrei o silêncio absoluto em que meu quarto se encontrava. A minha escrivaninha guardava os restos pegajosos da homenagem que havia tecido para uma bela atriz poucos minutos atrás para tirar o estresse antes de iniciar minha jornada por informação.

Cada página, cada linha, cada capítulo era único. Uma mistura tão deliciosa quanto a torta de limão que minha empregada tinha feito na noite passada. Uma sobremesa bem gelada cairia bem depois da leitura. As estratégias do gênio Ratinho tratavam principalmente de saber usar cada arma no tempo certo, entrar com todo o arsenal de uma vez prepararia o adversário para que na volta pudesse nos conter com força total. Era a observação final que li antes de fechar a apostila e devolve-la ao seu canto.

400
400

Note

avatar
Genin
Genin
Aprovado   1 int

Ver perfil do usuário

Convidado

avatar
Convidado
Abri os pergaminhos que tinha adquirido, contavam com técnicas únicas que me fariam um shinobi ainda mais poderoso. Aprender é o segredo para ir adiante e isso eu já sabia desde que me apaixonei pelo conhecimento anos atrás. Treinar para mim era muito mais que aumentar força e velocidade, era aumentar minha capacidade cognitiva e colocar em prática tudo o que eu aprendi na teoria, só assim poderia dominar os dois lados e me tornar um ninja formidável para proteger os meus amigos, familiares e a aldeia oculta da névoa a qual eu pretendia liderar quando assumisse o poste de Mizukage.

O Kage Bunshin do Jutsu era essencialmente uma das técnicas mais bem planejadas e idealizadas, desde o seu benefício até a forma da sua conjuração. Era simples e bastava um só selo, claro. Além disso era capaz de criar clones reais do usuário que podiam usar jutsus e tinham a mesma capacidade, apenas sendo menos resistentes.

Lendo as instruções eu finalmente decidi botar em prática, teci o selo indicado e realizei a técnica... Ou ao menos tentei. O meu clone não tinha uma aparência exata, parecia ter falho em algum lugar, era como uma lesma: mole e incolor, se dissolvia do meu lado. Ver aquilo me lembrou muito uma cena de dentro de um genjutsu, talvez eu desenvolvesse algo em relação a isto mais tarde.

Passei a tarde inteira fazendo o mesmo selo e tentando incansavelmente concluir a técnica com êxito, só assim poderia passar a para a próxima e dar continuidade naquilo.  Foi apenas no final da noite em que tive sucesso e parti para a outra. O jutsu seguinte era um raiton, consistia em fazer selos e colocar a mão no solo, assim eu poderia cobrir uma área enorme com minha energia e quem se aproximasse estaria fadado a receber uma poderosa descarga elétrica, muito útil para manter inimigos afastados e me proteger sob qualquer custo numa situação de perigo. A única parte ineficaz é que eu não sabia se era um terreno totalmente hostil, isso é, poderia eu abrigar um amigo?

Decidi não pensar naquilo ainda, pois ainda tinha muito para praticar. Realizei os selos e fiz inúmeras vezes a mesma técnica, logo vi que tinha alcançado êxito. Um pequeno animal foi se aproximar e não aguentou a descarga elétrica, pelo o menos eu teria janta.

HP: 400
CK: 375

OBS: Eu preciso de 185 palavras pra cada jutsu rank B.

Kage Bunshin no Jutsu
Rank: B.
Descrição: A Técnica Clones das Sombras é uma técnica desenvolvida pelo Segundo Hokage: Tobirama Senju. Semelhante ao Bunshin no Jutsu, esta técnica cria clones do utilizador. No entanto, esses clones são cópias reais, não ilusões. O chakra do usuário é uniformemente distribuído entre cada clone, dando a cada clone uma fração igual de poder global do usuário. Os clones são capazes de executar técnicas por si só e pode até sangrar, mas normalmente se dispersarão após um ou dois golpes sólidos, no entanto, mesmo assim, dependendo do crescimento do utilizador com a técnica, pode não ser suficiente, como é evidente quando, durante a Quarta Guerra Mundial Shinobi alguns clones mais notáveis de Naruto tomou batidas pesadas, mas não se dispersou. Os clones podem também dispersar por si próprios. Os clones serão criados em aproximadamente a mesma condição que o original. No entanto, enquanto no Kyuubi Chakura Modo, Naruto é capaz de criar clones de si mesmo em sua forma regular.

Raiton: Amigumo
Rank: B
Descrição: Depois de amassar chakra no corpo e convertê-lo em um raio, o usuário coloca a mão no chão o e cria uma onda de eletricidade que se origina a partir dele e se estende ao redor do usuário, iniciando a criação de uma rede de energia elétrica em torno de si. Qualquer um pego dentro deste rede é eletrocutado pelos efeitos do raio.

Note

avatar
Genin
Genin
Aprovado

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum