Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!


Convidado


23/9/2017, 00:49
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações
Tema novo!
Meta: 400,00 R$ Recebido: 70,00 R$
00%
compre Seus AGs Pelo Pag Seguro e Paypal
UPDATES!
09.09.2017 — Exatamente um mês desde o último update, estou aqui hoje para avisar que o arco RUPTURAS está oficialmente encerrado. Ao longo dos próximos dias o tópico referente a ele será devidamente atualizado. Como prometido, novos sistemas virão (já estão disponíveis para o público ver e sugerir coisas) e novos Clãs/Kekkei Genkais também, além disto, muito em breve teremos o inicio de um novo arco.
ESTAÇÕES & EVENTOS
Ano: 07
Primavera:
12/07 -- 03/08
Verão: 04/08 -- 26/08
Outono: 27/08 -- 19/10
Inverno: 20/10 -- 13/11





Últimos assuntos

» 1) Modificações de Nomes
por Mordred Hoje à(s) 00:47

» [Residência] Yuki Pendragon
por Mordred Hoje à(s) 00:22

» [Mudanças na Ficha] - Chara
por Mordred Hoje à(s) 00:21

» Banco de Olly Sivan.
por Olly Sivan Hoje à(s) 00:11

» [C.T.] Olly Sivan.
por Olly Sivan Hoje à(s) 00:10

» 03. Solicitações de Quests
por Olly Sivan Ontem à(s) 23:29

» [CS MUNDIAL] Son Lux & Estarossa - O inferno
por Son Lux Ontem à(s) 23:29

» Treino do Personagem Olly Sivan.
por Katia Mello Ontem à(s) 22:49

» [Filler] O nascimento da luz
por Akuma-Chan Ontem à(s) 22:48

» [Banco] - Chara
por Isabell@ Ontem à(s) 22:40

Procurados
Procurados RPG Akat


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Treino do Tear

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1Info Treino do Tear em 18/12/2016, 13:48

Tear

avatar
Gennin
Gennin
Já era meio dia, havia acordado tarde pois não consegui dormir na noite anterior, olhei para o céu e perguntei para mim mesmo o que eu queria, quase que automaticamente pensei

  - Quero ser o ninja mais forte de Kirigakure!

  E logo após isso a realidade veio à tona em minha mente: Eu de fato tinha um talento incrível para ninjutsu, mas era só isso, eu não conseguia nem sequer fazer os selos de mão em uma velocidade favorável a mim em batalha. Estava decidido que hoje eu me dedicaria inteiramente ao meu treinamento.

   Posicionei-me no centro do campo de treinamento, fechei os olhos, respirei fundo e disse

  - Okay, vamos lá.
 

   Tentei fazer um simples bushin no jutsu, pensei nos selos comigo mesmo enquanto executava a técnica

  - Carneiro, Cobra, Tigre!

  Demorei em média dois segundos para completar o jutsu. Podia parecer pouco, mas era só um jutsu básico, em uma batalha real dois segundos podem ser mais do que o suficiente para que eu fosse finalizado. Sabia que teria muito trabalho pela frente, mas a minha determinação falava mais alto, assim comecei meu treino.

  -Carneiro, Cobra, tigre!

  -Cão, Javali, Bode!

   Perdi as contas de quantas vezes eu repeti esse nomes na minha cabeça, quanto mais eu treinava, mais as minhas mãos pareciam se mover automaticamente para formar o selo, mesmo que ainda fosse de forma atrapalhada, sentia que estava fazendo progresso, sentia que nesse ritmo eu poderia algum dia me tornar o grandioso shinobi que sempre sonhei em ser.

    Era cansativo sim,  gostaria de dizer que era um belo dia para treinar ao ar livre mas a verdade é que o clima de kirigakure nunca foi um dos melhores, especialmente agora que estávamos no inverno, havia neve por todo lado, por onde se olhava tudo que se via era branco, entretanto, até que não era tão ruim assim, aquilo me acalmava e me trazia um sentimento de paz ,mesmo que isso  provavelmente fosse me trazer um resfriado mais tarde. Uma brisa fria constantemente passava pelo meu corpo, arrancando calafrio juntamente com um espirro na maioria das vezes.
 
   Treinei por cerca de seis horas praticamente sem descanso, cheguei à um ponto em que minhas mãos quase não conseguiam mais se mexer. Joguei-me para trás e senti meu corpo caindo sobre a neve que me acolheu quase que como uma cama, eu estava exausto e não conseguia me mexer, eu não queria me mexer. Me hipnotizei olhando fixamente para o céu, céu esse que se encontrava tomado pelas nuvens, quase tão branco quanto o chão coberto por neve. Talvez pelo cansaço eu simplesmente adormeci lá mesmo, o frio não importava mais para mim, acho que naquele momento eu só queria recuperar minhas energias para voltar ao meu treinamento, não importavam as condições.

   Quando eu finalmente acordei eu me sentia renovado, minhas energias estava de volta, mas uma sensação mais forte ainda tomava conta de mim: frio.Toda a determinação que dominava o meu corpo foi embora, eu não conseguia ficar mais tempo naquele lugar, tudo que importava para mim era ir para o conforto de minha casa. Quando estava saindo do campo parei por um segundo e olhei para minhas mãos, algo tinha que ter mudado. Agora que minhas energias estavam de volta tentei novamente fazer um Bushin no jutsu e para minha surpresa eu consegui fazer  o jutsu em 1 segundo!

    Fui correndo para casa com um sorriso no rosto. Continuava não sendo grande coisa, mas todo avanço deve ser comemorado, todo avanço é um passo a mais na minha jornada para virar o grandioso ninja que eu estava destinado a ser.


 STATUS:  HP: 200/200
                  CH: 450/450



 Ficha
Treinos - C.J - Banco
Ver perfil do usuário

2Info Re: Treino do Tear em 24/12/2016, 11:54

Tear

avatar
Gennin
Gennin
Nessa manhã igualmente a todas a todas a outras acordei-me com um pulo quase que acrobático, vesti meu gorro e desci as escadas para tomar meu café pensando nas coisas que faria hoje. Ao chegar ao andar de baixo me deparei com uma nota de meus pais, era somente um aviso para dizer que eles haviam saído mais cedo, nada importante.

 Tomei o café em silêncio e prontamente esperei algum pássaro aparecer em minha janela para me entregar um pergaminho como de costume, passaram-se 5, 10, 15 minutos e nenhum pássaro havia sequer passado por perto de mim, decidi que era hora do meu famoso "plano B" ir para o campo de treinamento. Já inquieto, não me preocupei em sair pela porta e simplesmente pulei da janela, apesar de ser inverno em kirigakure, era um dia bastante claro, é bom fugir da rotina as vezes, aquelas nuvens que assombravam o local e muitas vezes eram o que faziam as pessoas se lembrarem de nossa vila não estavam presentes naquele dia, parecia um dia ideal para treinar.
 
 A passos largos cheguei rapidamente ao meu destino, acho que os ninjas não tinham muito costume de fazer seus treinamentos no período da manhã, o campo se encontrava vazio a não ser pela minha presença. vendo aqueles troncos e bonecos achei que era hora de treinar minha força, querendo ou não era um atributo vital para os ninjas, mesmo que fosse para um gennin como eu.

 Posicionei-me a 12 metros de distancia de um alvo que estava pendurado num tronco de árvore, peguei minhas shurikens de dentro da minha hip-pouch e comecei a joga-las. Devido minha inexperiência os projeteis mal conseguiam passar da metade do percurso, e os que passavam dessa marca se desviavam indo para a metros para os lados do alvo. Jogava todas as minhas shurikens e após isso ia buscar todas elas. Assim esse processo se repetia e se repetia até que consegui notar uma leve evolução na distância que meus projeteis conseguiam percorrer, mas ainda não era o resultado que eu esperava. Recolhi minhas armas do chão e me sentei, esperando que magicamente alguma ideia caísse dos céus diretamente na minha cabeça, olhei para os arredores do campo e vi que minhas preces haviam sido atendidas. No cantinho do campo era possível ver 4 pesos sem ninguém usando, algum ninja devia ter esquecido-os ali mas com certeza ele não ligaria se eu os usasse por um momento, parecia que eram feitos para cada parte do corpo, 2 eram pare ser usados na perna e 2 para serem usados no braço. peguei somente os que deveriam ser usados no braço, não estava lá para treinar velocidade e eles só atrapalhariam no treinamento em que eu estava focado. Não eram absurdamente pesados mas devido minha falta de treinamento em força não conseguia realizar movimentos rápidos, diria que eles pesavam em torno de 3 quilos. Já preparado para voltar ao meu treinamento peguei mais uma vez as minhas shurikens e as arremessei, o resultado que antes havia sido ruim agora tinha ficado horrível. Antes poderia joga-los pelo menos à 5 metros mas agora mal passava de 3, mas não era isso que iria me desmotivar, ficaria lá até obter os resultados que eu procurava.

 Passaram-se horas e o meu resultado havia melhorado bastante, mesmo com os pesos conseguia disparar minhas armas a mais de 6 metros, coisa que não conseguia fazer mesmo estando com as mãos livres. Nesse momento decidi que deveria parar um pouco. Forçar muito os músculos sem descanso poderia me ocasionar algum problema, o que me impediria de treinar. Deitei-me na grama e apreciava o céu azul, limpo de nuvens, isso era uma visão que eu não tinha todo dia, havia um motivo para eu viver na chamada "Vila da chuva". Buscava na minha memória lembranças do meu tempo na academia ninja, lembranças de todas as aulas em que dormi, os poucos mas bons amigos que tinha, as garotas que gostei mas com quem nunca falei devido minha timidez, e todos os exercícios que o professor nos pedia para fazer e eu com desgosto fazia. Tentava me lembrar do máximo possível de exercícios que aprendi na academia, eles poderiam me ser úteis nesse momento.

 Deixando de enrolação me pus de pé novamente e me preparei para voltar ao treinamento, não iria mais jogar shurikens no momento, coloquei mais uma vez os pesos em minhas mãos e voltei a treinar. Agora fazia Séries de polichinelos alternando com flexões, a cada série o número de repetições aumenta, até que quando me dei conta estava fazendo 100 polichinelos e 50 flexões sem grandes dificuldades. Nunca havia suado tanto a camisa, mas tudo parecia estar valendo a pena, estava plantando as sementes para poder colher um grandioso fruto mais a frente, repetia isso para mim mesmo como incentivo para não desistir, o campo de treinamento que se encontrava vazio aos poucos ficava mais populoso,a qualquer momento o dono desses pesos poderia aparecer e pedi-los de volta, mas não importava para mim, precisava continuar. 

 Continuando assim por mais um tempo achei que já era hora de parar. Como um último teste me posicionei em frente à arvore e lancei minhas shurikens que viajaram com velocidade por 9 metros e depois caíram no chão, após isso retirei os pesos e tentei lança-las mais uma vez. As minhas armas agora voaram e acertaram o alvo em cheio arrancando de mim um sorriso no rosto. Era um alívio retirar aqueles objetos pesados dos meus braços, sentia-os leves como penas.

 Pensei em me deitar no chão e descansar um pouco por lá ,mas tive uma ideia melhor, devolvi os pertences do individuo ao local onde estavam, e saí andando. Iria dar uma passada nas águas termais...



Status:
HP: 200/200
CH: 450/450

Pontos treinados:
+2 pontos em força



 Ficha
Treinos - C.J - Banco
Ver perfil do usuário

3Info Re: Treino do Tear em 24/12/2016, 12:27

shirotsuki

avatar
Kinkaku Butai | Anbu
Kinkaku Butai | Anbu
aprovado




"Não importa que tipo de humano somos, é somente na hora da morte que descobrimos nossa verdadeira natureza, a verdadeira razão de nossa existência."
                       uchiha itachi.

ficha
Ver perfil do usuário

4Info Re: Treino do Tear em 28/12/2016, 17:27

Tear

avatar
Gennin
Gennin
Naquele "frio infernal" que assombrava kirigakure eu treinava no campo de treinamento. De instantes em instantes interrompia o meu treino para reler algum trecho do pergaminho que meu pai havia me dado. Enquanto Adolescentes pediam coisas de adolescentes, eu pedia ao meu pai um pergaminho para poder treinar katon. Lá haviam diversos passos para seguir e devo admitir que haviam momentos em que eu simplesmente perdia a vontade de continuar treinando, eram várias e várias tentativas para criar mesmo que a menor chama, mas tudo parecia ser em vão. Bem que queria ir para casa e esperar o tempo melhorar, mas se fosse fazer isso provavelmente só treinaria na primavera.
 
 Haviam diversos exercícios citados lá, fazia uma pequena série de 5 repetições e partia para o próximo, sempre repetindo e repetindo... o objetivo era conseguir cuspir um pouco de fogo, por mais pequeno e inofensivo que ele fosse, mas até o momento todo o meu progresso se resumia a soltar um sopro quente. E esse sopro ficava cada vez mais e mais quente conforme eu repetia, e conforme conseguia pegar os macetes esse mesmo sopro se transformava em faíscas. Faíscas grandes se formavam diante da minha boca, me perguntava se o clima frio estava prejudicando meu aprendisado, talvez esse fosse o caso, mas ainda assim não importava para mim pois continuaria tentando para que as faíscas ficassem maiores e naturalmente viraram chamas. Pequenas chamas que se apagavam alguns segundos depois de serem liberadas. Minha mente tentava culpar o frio mas logo repreendia a mim mesmo, a culpa era minha e só tiraria os pés dali quando conseguisse dominar esse estilo. Pensava sobre o leque de possibilidades que se abriria para mim, me distraia pensando nos jutsus que tinha para aprender até que quando me dei conta estava conseguindo fazer exatamente o que o pergaminho queria que eu fizesse. 

 Ansioso, principalmente para sair daquele frio, corri para o aconchego e calor da minha casa.

Status:
HP: 200/200
CH: 450/450

O que aprendi:
Segunfo elemento: Katon



Última edição por Tear em 29/12/2016, 00:18, editado 1 vez(es)



 Ficha
Treinos - C.J - Banco
Ver perfil do usuário

5Info Re: Treino do Tear em 29/12/2016, 00:14

Aprovo!

Ver perfil do usuário

6Info Re: Treino do Tear em 30/12/2016, 21:10

Tear

avatar
Gennin
Gennin
Talvez fosse uma simples questão de orgulho, ou talvez eu me sentisse bem fazendo isso, mas desde que havia começado a treinar meus atributos físicos a cada dia tinha mais e mais vontade de me aperfeiçoar nessa área, agora que finalmente tinha arranjado um tempo para faze-lo, iria fazer de verdade, não haveria corpo mole nessa noite. Geralmente me prepararia sentando e apreciando o céu por uns momentos, mas dessa vez queria aproveitar cada segundo para treinar. Já estava no campo e cheio de determinação, tudo que me faltava era pensar no que fazer, olhei para os meus arredores e vi um mundo de possibilidade: galhos para serem usados como barra, pedras que para serem usadas de pesos, etc.

 Começava sempre pelo básico, polichinelos e alongamentos para aquecer eram sem dúvidas essenciais para que se obtenha um melhor resultado. A cada repetição que fazia, contava para mim em minha cabeça: 1,2,3,4,5... Algumas séries de cada era tudo que eu precisava para começar com tudo.

 Já alongado e aquecido, fui até uma rocha grande rocha que estava perto de um galho e lhe desferi um soco com a intenção de retirar um pedaço dela, mesmo que fosse somente um pedaço, esperava receber uma rocha pesada para poder usar como peso ás vezes. Estava agora com minha rocha em mãos, a pus no chão com cuidado devido seu peso, ela ficaria lá por enquanto. Abaixei-me e comecei a fazer algumas flexões, 10 eram suficiente por enquanto. Feitas as flexões rapidamente me levantei e dei um pulo, agarrando-me ao galho que estava em cima de mim. Mais 10 repetições, dessa vez faria barras e quando acabasse voltaria as flexões, sempre alternando e aumentando o número de 10 em 10. 

 Segui esse padrão até chegar ao número 200 e parei para descansar. Apesar de ter uma boa força, me cansava muito fácil, quem sabe eu poderia começar a treinar isso também, era mais uma coisa para adicionar a lista. Enquanto descansava vi que a cima do galho onde estava praticando havia outro, não muito longe, pensei comigo mesmo e tive uma ótima ideia. Pendurei-me novamente no galho após repor o meu fôlego, agora deveria fazer minhas barras como força e velocidade suficientes para poder me agarrar no tronco superior. Aquela com certeza não era uma tarefa impossível para mim, mas com certeza seria muito mais puxado na hora de repetir tantas vezes. Deixando de moleza voltei ao trabalho, a diferença entre os galhos era de aproximadamente 45 cm, e isso fazia muita diferença. Já conseguia me sentir quase tão cansado quanto estava alguns minutos atrás na 4º série, mas infelizmente eu não conseguiria continuar nem que eu quisesse. No final da 5º série me agarrei no galho que fez um característico barulho de um galho se torando ao meio. Um frio tomava conta de mim nos milissegundos que antecediam a minha queda, e não era o frio do inverno. Minhas habilidades ninjas e tampouco minha determinação foram suficientes para impedir que eu caísse com a cabeça no chão.

 Recuperava-me da queda que havia levado, ou pelo menos tentava, as coisas ainda estavam meio confusas na minha cabeça, cambaleava tonto pelo campo enquanto tentava ganhar equilíbrio. Para minha sorte não havia gente lá, pois se houvesse minha vergonha falaria mais alto e eu seria obrigado a sair de lá antes que essa pessoa prestasse atenção no meu rosto. Com o galho quebrado precisava de um novo jeito de intensificar meu treinamento, e para isso serviria a pedra que tinha pego mais cedo. Pulei de galho em galho como um macaco procurando pelo maior número possível de cipós que eu pudesse encontrar, e já tendo reunido alguns, prendi a rocha em minhas costas o mais bem preso que pude. Novamente me agachava para fazer minhas flexões, esse método agora já era muito mais difícil que o anterior, a pedra era simplesmente pesada de mais para os meu "frágeis" músculos. Precisava de mais um tempo para me acostumar a ter aquele imenso peso em minhas costas, tudo isso ia muito além de meus exercícios anteriores, mas era necessário para que pudesse crescer como ninja. Mantendo esses pensamentos em mente continuei fazendo minhas séries, mesmo que meus braços tremessem e muitas vezes desistissem me fazendo dar de cara no chão, sabia que tudo aquilo era temporário, e realmente foi.

 Com o tempo aquele peso extra em minhas costas ia se tornando cada vez mais natural, pareciam não pesar mais tanto assim na hora de flexionar, de pular e de fazer minhas barras. Após algumas horas repetindo essas mesmas coisas decidi mudar um pouco. Queria finalizar tudo isso dando algumas voltas pelo campo, diminuir um pouco o ritmo das coisas parecia ser uma ótima ideia. Tinha Dado tudo de mim, meu corpo e minha alma, continuava não tendo a melhor resistência do mundo então isso era um alívio para mim. Não planejava dar o máximo de mim em algum tipo de corrida cronometrada, era apenas um trote ao redor do campo.

 Finalmente tinha tempo para observar as brilhantes estrelas que adornavam o céu, a existência da pedra em minhas costas era praticamente irrelevante agora, a não ser pelos pequenos arranhões que ela me causava quando fazia movimentos bruscos, eu não precisava mais daquilo. Em um só puxão arranquei-a levando junto os cipós e a joguei com toda minha força para dentro da floresta.

 Era hora de voltar para casa, hora de tomar um banho, hora de dormir.


Status:
HP: 300/300
CH: 450/450

Pontos treinados:
+2 pontos em força



 Ficha
Treinos - C.J - Banco
Ver perfil do usuário

7Info Re: Treino do Tear em 30/12/2016, 21:16

esza

avatar
Gennin
Gennin
Treino aprovado.





Try to understand that people are not always as they first seem.
Ver perfil do usuário

8Info Re: Treino do Tear em 31/12/2016, 11:08

Tear

avatar
Gennin
Gennin
 Já não era nenhuma surpresa para mim me sentir morto após alguns exercícios, não importava quanto eu ficasse mais forte se não pudesse usar minha força na prática por causa de cansaço. O campo úmido tinha pequenas partículas brancas espalhadas pela grama molhada, parece que havia nevado de noite, sorte minha que foi de noite.Tirava meu gorro e óculos e os colocava em cima de uma pedra, não queria que eles ficassem fedendo depois do treino, isso valia para minha camisa também. Não estava com minhas roupas padrão nesse dia, iria praticar algumas corridas pelo campo então decidi que seria melhor vir com algo mais "esportivo".


 Sem muita enrolação, me posicionei e comecei a correr pelo campo, dando voltas em toda sua extensão, tentava fazer isso o máximo possível antes de cair no chão quase sem conseguir me mover. Fiz isso por um bom tempo: corria, cansava, desabava no chão, levanta, e corria mais uma vez. Fazia 3 voltas, 2 voltas, e até quatro ás vezes. Mas meu limite definitivo eram 5, "talvez eu realmente não tivesse nascido pra esse tipo de coisa", pensava comigo mesmo enquanto fazia uma cara emburrada. A alguns metros de mim via novamente o galho que eu usara para treinar anteriormente, com certeza barras não eram nenhum problema para mim, mas por outro lado seria bom para treinar minha durabilidade. 


 Corri até debaixo do galho e mais uma vez me agarrava ao mesmo, então começava meus exercícios. Era estranho, conseguia subi-los com facilidade mas muito rapidamente sentia meu corpo enfraquecer, eu realmente estava precisando treinar, mas dessa vez não iria parar como fiz enquanto corria pelo campo. Subi e desci inúmeras vezes, não estava contando mas se tivesse que chutar diria que repeti isso tudo umas 56 vezes. Infelizmente meu corpo não me permitia fazer mais vezes, precisava descansar um pouco. Sem nenhuma cautela simplesmente joguei meu corpo para trás caindo na grama molhada e gelada, "refrescante" era a melhor palavra para descrever aquela situação, mas mais refrescante do que isso foi sentir uma gota de água caindo sobre minha testa, seguida de muitas outras que caiam da nuvem que sobrevoava o campo.


 Toda aquela situação me deu uma ideia, atravessando as florestas daria de cara com pier da vila, lá teria uma grande extensão de água para que eu pudesse correr. 


 Levantei-me mais uma vez e agora repeti para mim mesmo - Você não vai desistir dessa vez- Dito isso corria em direção à floresta, conforme me cansava, ficava cada vez mais e mais desajeitado, tropeçando em galhos ou esbarrando em árvores, esse seria um ótimo resumo da minha corrida pela floresta até chegar no porto. Sem perder tempo pulei logo na água, sempre concentrado o chakra nos pés para não afundar. Era uma caminho verdadeiramente grande, mas tratei de dar uma volta inteira por aquelas águas.


 Terminando meu percurso, sequer tinha forças para andar até o pier, simplesmente me deixei afundar e meu corpo agora boiava, tentando se recompor. Sabia que tinha feito progresso.

Status:
CH: 300/300
CH: 450/450

Pontos treinados:
+1 Stamina



 Ficha
Treinos - C.J - Banco
Ver perfil do usuário

9Info Re: Treino do Tear em 31/12/2016, 11:16

shirotsuki

avatar
Kinkaku Butai | Anbu
Kinkaku Butai | Anbu
Ok




"Não importa que tipo de humano somos, é somente na hora da morte que descobrimos nossa verdadeira natureza, a verdadeira razão de nossa existência."
                       uchiha itachi.

ficha
Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum