Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!


Convidado


25/7/2017, 05:31
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações
Tema novo!
Meta: 400,00 R$ Recebido: 70,00 R$
00%
compre Seus AGs Pelo Pag Seguro e Paypal
UPDATES!
18.07.2017 — Karma aqui passando para avisar que a área de Regras & Tutoriais sofrerá uma reorganização onde alguns tópicos serão fundidos e outros mudados de posição, melhorando também os textos das regras procurando remover furos e melhorando o entendimento dos usuários.
ESTAÇÕES & EVENTOS
Ano: 07
Primavera:
12/07 -- 03/08
Verão: 04/08 -- 26/08
Outono: 27/08 -- 19/10
Inverno: 20/10 -- 13/11






Últimos assuntos

» [QUEST] Poder das Florestas - iPedro
por Omega Hoje à(s) 03:20

» [QUEST] A Missão Especial - Arlong
por Omega Hoje à(s) 02:36

» [T.Q] Controlando as águas
por Omega Hoje à(s) 02:27

» 03. Solicitações de Quests
por Omega Hoje à(s) 02:22

» 02. Solicitações de Aprendizagens & Treinos
por Omega Hoje à(s) 02:18

» [M.F.] Dumas
por DouglasCapiotti Hoje à(s) 01:40

» Apresentação - novo membro no fórum -
por Olly Sivan Hoje à(s) 01:40

» [C.T] Campo B
por DouglasCapiotti Hoje à(s) 01:36

» (Rank C) - Olly Sivan
por Olly Sivan Hoje à(s) 01:36

» [ QUEST - KEN ] O Caminho do Hospedeiro
por Ken Hoje à(s) 00:45

Procurados
Procurados RPG Akat


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

O Treinamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 O Treinamento em 7/10/2016, 22:06

Zhiend

avatar
Hokage
Hokage
Curvei minha coluna até conseguir tocar meus pés. Li em um livro que não era bem um exercício físico, mas um método de preparação para um. Senti meu corpo reclamar e a coluna latejar. Conforme meus braços se esforçavam para alcançar os dedinhos dos pés, acompanhou-se uma pressão como se eu estivesse prestes a perder os braços. Os dedos estavam longe demais uns dos outros, o que tornava a tarefa algo impossível para mim.
.
Bom, só mais 20 segundos. — Impus o desafio. A cada segundo, desejava desistir, mas mantive meus braços sob pressão, arqueando aos poucos a coluna até que os dedos finalmente puderam se tocar. Sorri sem me dar conta do quão estúpido era aquele sorriso: executar aquele simples exercício era uma conquista pífia se comparado ao que estava por vir.

Predominava o som ambiente em meus arredores, o que de certa maneira formava uma melodia harmoniosa entre si; o cantarolar dos pássaros, o cair das folhas, o serpentear das cobras, a cascata da cachoeira, o grunhir da cigarra. Conforme a calmaria circundante, movi meus dedos com calma e leveza, alongando-os para frente. Permaneci na mesma posição por exatos vinte segundos, até que estiquei a mão esquerda, movendo-a para frente e puxando os dedos para trás com a outra mão. Passaram-se mais vinte segundos e repeti o processo, desta vez com a outra mão. Era uma forma de manter meus dedos flexíveis e alongados, para que não ocorresse nenhum tipo de lesão grave.

A corrida em marcha atlética foi o que mais me exauriu. Em três longas horas de corrida, atravessei toda a extensão dos arredores da vila da nuvem, as montanhas circundantes e também as minas de pedra. Talvez tivesse feito o percurso mais rapidamente, não fosse as constantes interrupções dos moradores, seja apenas para cumprimentar ou mesmo para pedir algum tipo de favor. Mesmo em treino, era meu dever servir os moradores como se de minha família fossem e foi assim que fiz.

O trecho final de meu treinamento não fora um exercício totalmente físico, embora envolvesse os primeiros exercícios com as mãos. Sob uma pequena pedra, sem nenhum tipo de característica peculiar que tivesse-me feito escolhe-la para me assentar, eu me assentei. Os selos de mão eram como os acordes de um violão. Para um principiante, mostravam-se um grande desafio, quase impossíveis de se realizar. Entretanto, como qualquer outro exercício, bastava continuar fazendo e através do costume, vinha a velocidade. Permaneci ali durante horas, formulando selos de mão e rapidamente trocando-os para outros selos diferentes. Não escolhi uma ordem, mas sim formava os selos aleatórios e trocava-os para outros selos, de forma que me acostumasse a selos novos e a combinações diferentes em cada ciclo. Por fim, retornei a minha residência.

500; 555

Spoiler:
Treinamento de Stamina. Promo do mês e pah.



Ver perfil do usuário

2 Re: O Treinamento em 7/10/2016, 22:12

Astrid

avatar
Gennin
Gennin
Bem, aprovado. 2 pontos em stamina.




ficha. created.
Ver perfil do usuário

3 Re: O Treinamento em 11/10/2016, 17:06

Zhiend

avatar
Hokage
Hokage
Os primeiros raios de sol que escaparam da grande montanha no fim do horizonte que compreendia a vista do casebre anunciavam a chegada de um novo dia. Illya, agora desperta, pôs-se sobre as duas pernas e caminhou em direção ao espelho. Mirou o reflexo que se formava a sua frente e tomou para si uma escova de cabelo. Com movimentos calmos, realinhou os fios desgrenhados e formou um coque. Em poucos minutos, banhou-se e realizou a higienização corpórea básica. Tomou para si um punhado de anotações e saiu.

Cerca de duas horas depois, a  jovem alcançara o topo de uma grande construção rochosa, poucos quilômetros além do vilarejo, onde meditava para se concentrar. Em seu âmbito de pensamentos, punia-se fervorosamente por não ser uma habilidosa usuária do Ninjutsu. Em realidade, ela o era, entretanto, sua velocidade na realização das técnicas não era a das melhores. Para dizer a verdade, estava muito longe de alcançar um patamar em que pudesse ser considerada "uma das melhores". Pressionada a evoluir ainda mais, ela tornou a abrir os olhos. E com esta convicção, ela iniciou o treinamento.

A habilidade para executar os selos de mão era dominada de maneira simples, mas demorada. Como no aprendizado de um instrumento de corda, por exemplo, os selos poderiam ser comparados aos acordes. Assim como há acordes mais difíceis, os quais requerem grande prática para serem executados ou mesmo trocados, há formações de selo nas quais o executor necessita, principalmente, de concentração e prática. Desta forma, Illya iniciou seu treinamento com simples exercícios de alongamento, os mesmos os quais eram ensinados na academia shinobi. Não queria se lesionar e por isso os fez de maneira calma e constante. Em poucos minutos, viu-se realmente pronta para iniciar o treinamento. Como forma de se aquecer, ela executou os selos de mão mais básicos e em seguida, formou variações destes, igualmente úteis para a utilização de certas técnicas shinobi. Permaneceu durante vários minutos no mesmo exercício, formulando os selos de mão conhecidos e alternando-os de maneira aleatória, de forma a aumentar o tempo de resposta de seu cérebro e encurtar o intervalo entre um selo e outro.

Utilizou-se de uma espécie de cronômetro especial, o qual calculava a velocidade com que executava os sinais de mão. Era um aparelho básico e não muito caro, o qual lhe foi dado de presente por sua mãe quanto tornou-se uma chunin. Desta forma, seu primeiro objetivo em treino foi o de alcançar uma diminuição de 0,25 segundos na troca de selos. Tentativas e mais tentativas se desenrolaram através da tarde, mas ela prosseguiu. Concluiu seu primeiro objetivo e então aumentou a meta, de forma que estivesse sempre, constantemente, desafiando a si mesma a melhorar cada vez mais. Com o final da tarde, encerrava-se também o seu treinamento, quando a kunoichi decidiu ir para casa.

500; 655

Spoiler:
Treinamento de Selo. Só quero um ponto.



Ver perfil do usuário

4 Re: O Treinamento em 11/10/2016, 17:16

Zekken

avatar
Nukenin S
Nukenin S
ok.



He was always alone
intoxicated with victory
in a hill of swords.




Ver perfil do usuário

5 Re: O Treinamento em 28/10/2016, 00:22

Zhiend

avatar
Hokage
Hokage
E como de costume na maioria das suas noites, Illya teve um pesadelo. Não estamos em uma sessão de terapia, então é irrelevante para mim, o escritor, detalhar todo o enredo de seu sonho para que ele possa, de certa forma, fazer sentido para você. O que importa é que o pavor foi tamanho que a despertou em um susto.

—— Quando é que eu vou ter paz? Droga... —— Murmurou, sonolenta, esfregando o punho nos olhos, como um gato. Tateou a madeira desgastada que compunha o piso de seu quarto e encontrou suas pantufas. Caminhou vagarosamente até o espelho e deu uma rápida analisada em si mesma. Seus cabelos estavam emaranhados como os de uma bruxa. Os olhos exibiam traços da noite mal dormida e os lábios estavam secos. O mais impactante, entretanto, era aquela estranha formação negra, semelhante a uma tatuagem, em sua testa. Era como um mal agouro, aqueles tipos de tatuagem que você não deveria fazer no corpo, principalmente em um lugar tão visível como a testa. Mas na realidade não era uma tatuagem; Illya desejava que fosse.

—— Quem eu estou tentando enganar? —— Socou a parede de leve, mas suficiente para remodelar de leve a madeira, mas sem quebra-la —— Aquilo era definitivamente algo de outro mundo. Não tem como eu vencer com meu poder atual. —— Chegar a aquela conclusão era inevitável para qualquer um que pensasse um pouco na situação. O colosso de chakra rivalizava com o uma-cauda, talvez até lhe superasse. Se existisse um exército deles — uma hipótese que não devia ser descartada —, nem mesmo uma aliança entre as cinco nações lhes parariam. Por agora, era necessário quebrar as barreiras do impossível e ascender, tornar-se inexplicavelmente forte. E ela sabia exatamente como ascenderia.

Atravessou dois cômodos tão rápido que balançou a mobília presa a parede. Tomou para si três livros da estante e abriu-os na escrivaninha do quarto. A matéria era bem simples; iniciação na arte das ilusões. Illya era uma exímia lutadora corpo a corpo e possuía grandes habilidades no uso de genjutsus. Entretanto, mostrava-se carente quando questionada nas artes ilusórias. O chakra possui diversas vertentes e usos diferentes. Dominar o chakra não significa apenas utiliza-lo ofensivamente, mas também dominar todas essas vertentes e usos. Com receio de dormir e ter mais pesadelos, ela iniciou a leitura daqueles enormes livros. A preguiça não lhe afetara graças a algumas doses de cafeina.

O principio da ilusão era a enganação, a dissimulação e a imitação da realidade. "Um bom genjutsu é capaz de simular a realidade com tanta perfeição que o alvo se quer se da conta de que foi afetado" as palavras lidas dançaram em sua cabeça e se conectaram de forma permanente em sua cabeça. A leitura era prática e rápida, mas haviam várias informações e diversas notas a se estudar. O real problema das técnicas ilusórias não era o controle e manipulação de chakra — ambos os quais Illya era boa — mas sim os cuidados que o usuário tem de ter para que não acabe sendo descoberto. É fato que um simples Kai é o necessário para frustrar mesmo o mais poderoso dos genjutsus.

[...]

O sol surgiu tão rápido que a kunoichi foi pega de surpresa. Perdeu a noção da hora em meio as várias e várias páginas lidas. Podia agora compreender com maior exatidão os princípios básicos de uma ilusão, mas ainda sim, era necessário um estudo aprofundado da arte em campo. Genjutsu por si só não é uma forma segura de finalizar ou evitar uma luta, era necessário saber o momento adequado para sua utilização em prol de um movimento perfeito. E este foi o segundo livro, uma introdução a estratégias de batalha envolvendo ilusões. Illya descobriu os diversos usos da ilusão, dentre eles, a arte da interrogação e da tortura. Não agradava-lhe muito o fato de usar de suas habilidades para a tortura alheia, mas ainda sim, informação nunca é demais. Foi-se o segundo livro em poucas horas e ela parou para um descanso; era hora do almoço.

As tigelas de rámen foram se amontoando dentro da pia somente porque a chunin estava ocupada demais para meras tarefas domésticas. O terceiro livro era o mais simples para ela: uma introdução básica, média e avançada a manipulação do chakra nas diversas utilizações de genjutsu. Illya era uma perita na arte do ninjutsu e portanto, seu controle de chakra era algo realmente invejável. Terminado o terceiro e ultimo livro, decidiu que estava mais do que na hora e testar seus conhecimentos em campo. Um ninja pode viver de teoria, mas nunca será verdadeiramente um shinobi completo se não vivenciar a teoria na própria pele. Saiu de casa durante a tarde e seguiu para as montanhas. A fauna por aquelas bandas era um pouco escassa, mas os poucos animais encontrados serviriam ao seu propósito.

Ela executou os selos de mão mais básicos para a sua ilusão. Lembrou-se de toda a mecânica por trás dos genjutsus e formulou uma ilusão de contenção simples, aplicando-a em um esquilo que esgueirava-se entre uma pedra e outra. O pequeno animalzinho grunhiu em pânico e caiu no chão, completamente imóvel. Illya manteve esta rotina de treinamento por mais alguns dias, até se sentir confiante o suficiente para utilizar humanos como cobaia. Pediu o auxílio de alguns chunins nesta tarefa e utilizou de suas ilusões neles. Em poucas tentativas percebeu que não havia grande diferença entre os humanos e animais. Tinha ciência de que as ilusões podiam ser facilmente quebradas, mas permaneceria evoluindo. O primeiro passo estava dado.

650; 705

Spoiler:
4 pontos em Gen. Bônus do month.

Spoiler:

Caliburn
Rank: S.
Descrição: A Caliburn: Golden Sword of the Victorious ( 勝利すべき黄金の剣カリバーン ,  Shōrisubeki Ōgon no KenKaribān) é uma espada sagrada de mão única, de material aparentemente desconhecido, cujas limitações físicas excedem a maioria das espadas convencionais, sendo leve, resistente e possuidora de um fio imensamente afiado. A lenda desde arma peculiar é a de que ela tornaria rei aquele digno de porta-la. Em tempos remotos, dizia-se até mesmo que ela era o símbolo dos cavalheiros. Encontrada por Illya fincada em uma pedra e retirada de lá por esta, a espada possui um design moderno, em antítese ao período histórico em que fora forjada. Seu cabo é adornado em ouro, com diversos detalhes em azul. Possui uma inscrição japonesa em sua empunhadura, cujo significado é a própria lenda descrita. Sua lâmina é tão branca quanto a neve, uma espécie de metal que brilha como uma lâmpada em contato a luz solar. Sua lâmina é mais fina se em comparação a uma espada normal.

A primeira habilidade da espada lendária é a capacidade reter energia espiritual selada dentro da espada. Esta absorção pode ser feita tanto do próprio usuário, caso seja de sua vontade, quanto ao contato com outros seres vivos que possuam chakra, ou mesmo técnicas. Por ser mera energia espiritual, o usuário pode utilizar esta energia em liberação, em uma rajada de chakra luminosa dourada, que abrange uma grande extensão, possui um poder de rank A e consome 200 pontos do chakra armazenado na espada. É possível absorver até 300 pontos de chakra, sendo 50 por post para seres vivos, e o chakra das técnicas absorvidas será armazenado dentro da espada.

A segunda habilidade, é mais defensiva que ofensiva. A espada, por meio da vontade de seu portador, é capaz de converter a energia espiritual em energia espiritual do usuário, transformando-a assim em chakra próprio. A espada, uma vez em posse do chakra, é capaz de transferi-lo através de contato físico para seu empunhador, revigorando suas capacidades físicas. Esta ação de transferir o chakra também torna esta habilidade muito versátil no combate a Genjutsus, valendo-se lembrar, entretanto, a necessidade do portador ter ciência de sua atual condição na ilusão. Ela limita-se a cancelar genjutsus de até rank B uma vez por turno.

Hōtai [Efeito ativo]
Rank: A.
Descrição: Hōtai é uma bandagem especial de origem desconhecida. Há diversas lendas sobre essas bandagens, todas contendo suas próprias peculiaridades em seus diversos períodos históricos. Ela foi encontrada durante o período da quarta grande guerra ninja e seria utilizada pelos grandes líderes, mas por algum motivo, foi novamente perdida e somente encontrada nos dias atuais, por Illya.

As bandagens agem como uma espécie de agente medicinal sobre o corpo do usuário, e é esta a sua habilidade especial. No entanto, em vez de acelerar o processo de cura de ferimentos ou qualquer outra coisa que se assemelhe a um ninjutsu médico, o usuário torna-se capaz de amenizar os efeitos e o esforço envolvidos na execução de movimentos físicos extremos. Em outas palavras, a bandagem diminui esses esforços e amplia, portanto, o auge do resultado de seu esforço físico, de forma que exercer um esforço maior lhe permitirá atingir novos feitos de velocidade, desgastando-se da mesma forma como antes. Em outras palavras, há um aumento de 1 ponto de velocidade. As bandagens não afetam em nada a tabela de stamina.



Ver perfil do usuário

6 Re: O Treinamento em 28/10/2016, 00:46

Treinamento aprovado.



Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum