Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!


Convidado


22/8/2017, 15:34
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações
Tema novo!
Meta: 400,00 R$ Recebido: 70,00 R$
00%
compre Seus AGs Pelo Pag Seguro e Paypal
UPDATES!
09.08.2017 — Todas as Bijuus foram liberadas, exceto a Kyuubi. Pois bem, ela iniciará no dia 20/08. Diferente das últimas invasões, essa terá maior dificuldade, mais envolvimento na trama e poderá conceder prêmios diferenciados então preparem-se bastante para o combate.
ESTAÇÕES & EVENTOS
Ano: 07
Primavera:
12/07 -- 03/08
Verão: 04/08 -- 26/08
Outono: 27/08 -- 19/10
Inverno: 20/10 -- 13/11







Procurados
Procurados RPG Akat


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[Rank D] Hakuryuu Taiki - Floricultura da vila.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

xKai

avatar
Gennin
Gennin
Código:
Floricultura da Vila
Descrição: A garota que cuida da floricultura agora é uma Kunoichi (ninja) médica muito atarefada, sua missão é cuidar da Floricultura enquanto ela está fora! Se tem alergias a flores, use uma máscara!



Flowers on the Rain



Era um amanhecer frio, mesmo estando no verão estava caminhando por entre as ruas de Kirigakure, segurando um pergaminho em minhas mãos. Era minha primeira missão como um shinobi, um simples trabalho de rank D. Mas isso não tirava sua importância, de forma alguma. Mesmo que não fosse de meu agrado era o tipo de coisa necessária para o vilarejo. Mesmo possuindo uma habilidade, que muitos podem invejar, ainda sou inexperiente em batalhas e como um mero genin que sou, isto basta para suprir as necessidades do vilarejo.

As ruas não estavam muito movimentadas, era natural pra aquela hora da manhã. Logo que chego no local marcado vejo uma bela Kunoichi, seus cabelos eram loiros, e aqueles olhos de cor turquesa eram muito atraentes, tal como a garota em si, era quase impossível um homem não se interessar por ela, mas não é para esse tipo de coisa que estou aqui, existe uma tarefa que deve ser feita. Mas, por algum motivo as palavras demoravam para sair da minha boca... Essa estúpida timidez consegue se tornar algo complicado.

– Olá! – disse a moça, sorridente.

– Uh... Oi. – disse, desviando o olhar.

Levei as mãos a nuca de imediato, droga... Porque tinha que ser uma mulher ainda por cima... Como se já não fosse difícil o bastante falar com estranhos. Foi então quando a moça me explicou o que eu deveria de fato fazer, ia ser um pouco complicado, me tornar um florista de um dia só, sem possuir experiência alguma no ramo. Apenas balancei a cabeça, concordando com tudo o que era dito, até que ela foi embora me deixando com aquele avental amarelo, não combina muito com a minha roupa, mas não parecia haver outro jeito. Assim que terminei de me aprontar,  olho para fora e percebo as primeiras gotículas de chuva caindo pelo asfalto, bom já era esperado uma chuvinha destas nesta época do ano, mas também indicava que o movimento da loja não seria tão grande assim, as pessoas evitam a chuva.

O interior deste recinto é algo que quase não pode ser explicado com palavras, mesmo que simples era aconchegante, trazia consigo uma estranha sensação de paz e tranquilidade. Haviam inúmeros vasos com diversas plantas, flores belíssimas e bem etiquetadas. Havia um caderno com o nome de diversas flores por ali, assim como placas que indicavam o nome das plantas, tudo muito bem organizado, como era de se esperar de uma floricultura. Havia também vários tipos de adubo e outros materiais que auxiliam o plantio, até mesmo sementes. E aquele cheiro? Indescritível, bom vamos ao trabalho.

Mal deu tempo de fazer um ligeiro conhecimento do recinto e já havia um cliente. A pessoa em questão era uma idosa de baixa estatura, cabelos grisalhos que batiam até os ombros, muito bonitos e bem cuidados para alguém de aparente idade. Tentei ensaiar algum tipo de cumprimento, mas outra vez não conseguia dizer da forma mais cordial. Percebendo o meu nervosismo a senhora tomoua iniciativa e logo foi ao pedido. A velha senhora estava interessada em um buquê de crisântemos, para levar até o local de descanso de seu falecido marido. Ouvindo tais palavras, não havia como não ficar comovido, mesmo eu sei a importância desta ocasião. Não sabia onde ficavam, sequer como eram tais flores, porém lembrei-me que sobre o balcão existe um caderno com anotações. No caderno estavam escritas em ordem alfabética as espécie de flores e números indicando suas posições nos canteiros que haviam por ali. Após algum tempo de procura, finalmente encontrei os crisântemos. Eram brancos e muito bonitos, a senhora parecia muito feliz com a beleza daquelas flores.

– Não é triste que uma flor tão bonita seja apelidada de "flor da morte"? – perguntou a senhora, enquanto acariciava gentilmente aquelas pétalas.

– Como assim? – perguntei, não fazia ideia do que ela quis dizer com aquilo.

– Nunca percebeu que esta flor está sempre associada com funerais? – sorriu. – Mesmo as flores conseguem ter um significado. – ela disse.

Tais palavras me tocaram de um jeito intrigante, quer dizer então que até mesmo plantas possuem um objetivo? E eu perdido em meus próprios pensamentos, sem ter ideia do que almejo fazer com minha própria vida, um pouco triste. Foi gratificante saber disto, se até plantas possuem um significado, uma mensagem oculta, isto quer dizer que posso aprender algo, mesmo que pouco enquanto faço este trabalho, que a princípio seria exclusivamente para benefício de Kirigakure e para minha própria sobrevivência.

Haviam várias anotações ali, falavam de flores e ervas incríveis, algumas delas poderiam, inclusive, ser usadas para fins médicos, já outras serviam até mesmo para comer, carboidrato essencial. Continuei estudando e observando as flores ao mesmo tempo que atendia os clientes, minha timidez para este trabalho acabou sendo útil, era incrível como meros clientes de floricultura tinham a língua tão solta, as vezes me incomodava por ter que conversar com todos, mas estava fazendo o meu trabalho.

Logo anoiteceu, acabou sendo algo proveitoso, não podia imaginar que ser um florista renderia tantos frutos assim, a botânica parece ser algo bem curiosa. A loira estava de volta, parecia contente com o seu trabalho e acho que com o meu também, julgando pelo simpático sorriso. Depois de me cumprimentar novamente e dizer algumas palavras amigáveis, se despediu, meu trabalho aqui terminou e era hora de reportar.


HP: 200/200
Chakra: 450/450

BOLSA DE ARMAS (20)

Kunais: 5
Kibaku Fuuda: 3
Shuriken: 4
Kemuridama: 2
Hikaridama: 2
Fio: 10 metros
Ampola: 2










Cold as Ice
Ver perfil do usuário

Shibō

avatar
Gennin
Gennin
Missão concluída. +2.500 RY

Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum