Naruto RPG Akatsuki
Olá visitante, registre-se em nosso fórum e venha fazer parte desde mundo mágico de Naruto, sim, seja um Ninja! Veja no vídeo abaixo os primeiros passos para fazer parte deste mundo após o seu cadastro!

Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
Staff Online
    Carregando...

Convidado


26/4/2018, 08:32
Mensagens: 0
Geral
RPG
Ficha de personagem
Rank:
Perso:
HP:
CK:
ST:

Notificações
Não há notificações
Resetar as notificações

<

Ala de Treinamento 11 [RP/Training]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo


A umidade do outono parecia deixar meus cabelos molhados, ainda que de modo sutil. Não estava muito frio, mas em comparação com o verão que assolava anteriormente, meu corpo protestava com leves espasmos seguidos de um tremer de queixo, mas não podia deixar que algo trivial como o clima atrapalhasse meus caminhos. Meu passado estava morto, mas meu futuro, não. Segui por uma estrada de pedra até um campo de treinamento especial, alguns conheciam como campo das flores mortas e eu gostava realmente do título, pois era assim que eu o via. Tratava-se, afinal, de um vasto campo coberto de lírios vermelhos em sua grande maioria, murchos.

— Caminhar pela morte é um bom jeito de dar passos adiante — recitei passando pelos portões, encadeando em seguida. Olhei ao redor e busquei, mesmo que por um mero acaso e instante, uma de minhas visões. Geralmente revelavam-se em momentos mais complicados, mas, principalmente, quando eu era acertado pela nostalgia; e, naquele exato momento, eu estava sofrendo um assalto típico do passado. Andar por ali lembrou-me das estradas entre os templos, das velas acessas e do cheiro de incenso de lírios que infestava o lugar - ah, não há aroma mais nostálgico do que o de seu próprio lar...

Não estava ali por momentos nostálgicos, porém. Puxei de meu colete um dos pergaminhos que havia trazido comigo, uma das técnicas que eu teorizei sozinho. Não havia nada de inacreditável, muitos até poderia ter deduzido uma ideia semelhante àquela, mas, provavelmente, eu seria o único a aplicá-la daquele modo. A ideia era, simplesmente, agilizar a troca de mãos com armas brancas, mas, para isso, usaria de meu próprio chakra; classificava-a como uma técnica de vedação de baixo nível.

Ainda que eu pudesse usar técnicas sem nenhum tipo de in - assim como já havia comprovado algumas vezes com técnicas de baixo nível - eu precisava construí-los para ter uma noção exata de onde e como deveria acumular meu poder. Tracei primeiramente o in do javali e, um instante depois, o da cobra, abri os dedos e uni-os como uma prece silenciosa, fechando os olhos e respirando fundo.

A primeira parte estava feita.

Em cada uma de minhas mãos estava um símbolo, significava alteração, a base de minha técnica, agora precisava aplicar o transporte convencional. Ainda nos tempos de academia, aprendíamos que ninjas podiam evocar armas por meio de pergaminhos apenas usando uma parcela do próprio chakra como sacrifício de tal. Essa era a minha base para a formação daqueles selos: seriam meus pergaminhos.

Envolvi com minha mão uma de minhas kunais, estava um tanto suja pelo meu treinamento recente, mas dava para o gasto. Joguei-a para cima, apenas alguns centímetros e abri bem a mão esquerda, segurei o cabo dela com a direita e apliquei meu chakra através do selo; "Agora", pensei transportando-a de uma mão a outra num instante, tão rápido que apenas notei a alteração pelo cintilar gélido do aço entre meus dedos; girei-a em minha mão e lancei-a doze metros de mim, fincando-a em uma árvore.

Consid.:
Treinamento simples, porém detalhado, espero que esteja OK.

Mako: HP: --- CH: 170/200 VEL: 6m/s.

BOLSAS DE ARMAS (60/60)
Kunais: 26
Shurikens: 20
Kibaku Fuda: 23
Hyōrōgan: 16
Fio de Nylon: 20m

Fūinjutsu: Henka no Jutsu
Rank: C
Descrição: Uma técnica de vedação construída para fins totalmente ofensivos, mas podendo ser facilmente adaptada para defesas rápidas. Uma vez que o usuário forme os dois selos necessários para a técnica, sendo estes o javali e a cobra, ele unifica as palmas das mãos como se fosse aplaudir e faz com que uma fumaça se dissipe delas, deixando, centralizado, duas marcações com o mesmo ideograma "alteração".

As marcações feitas pela técnica duram até três turnos nos membros superiores do usuário e elas são construídas a partir da técnica básica de conjurar armas por meio de pergaminhos previamente selados, contudo, nesta técnica, as mãos substituem os makimonos permitindo um rápido trocar de posições das armas - de uma mão a outra - em um piscar de olhos; precisando de cinco pontos de chakra para desconjurar de uma mão e outros cinco para conjurar em outra, não podendo ultrapassar o tamanho e peso de uma kunai.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Aprovado.

_______________________

Upon ones arrival are countless tools.
Carved over a thousand blades, forming a pile of swords.
This is the place where all paths cross
This is the place where all desires flow
This is the place where all deaths await
My whole life was for this single swing.
The heart of the blade is right here!
Take this, This is my Tsumugari Muramasa!!!
avatar
Chūnin
Chūnin

Suspirei e encarei a arma que encravava-se no tronco daquela árvore, analisei rapidamente como meu corpo estava mais forte, do centro da perfuração, ramificações se espalharam como veias, aquela era mais uma ideia básica para meu treinamento; as ramificações.

Lembro-me das aulas da academia perfeitamente, houve uma vez em que o sensei nos explicou o básico para a anulação de ilusões. Três eram os métodos, de acordo com ele, jamais duvidei de seus conhecimentos, aliás, duvido que alguém em minha classe tenha feito isso, ele era um verdadeiro tokubetsu jonin - e eles, os métodos, eram os seguintes: dor, internalização e externalização.

Pensando nisso que desenvolvi uma teoria simples; unificar os três. Andei até a árvore e agarrei a arma com a mão direita, senti meus dedos vibrando e esquentando, uma massa flamejante e azulada brilhou por toda a extensão da kunai, puxei-a para perto e moldei para que criasse-se uma vedação na arma, assim eu estava unindo os três.

Cravei a arma em minha própria coxa - insano? Talvez -, mas ali estava a dor, o chakra selado veio de fora, ali estava a externalização e ao tornar o chakra selado em meu de novo, bem, ali estava a internalização, pois era o meu fluxo alterando pelo meu chakra; ali estava minha mais nova técnica, certo?

Consid.:
Treinamento simples, porém detalhado, espero que esteja OK.

Mako: HP: --- CH: 158/200 VEL: 6m/s.

BOLSAS DE ARMAS (60/60)
Kunais: 26
Shurikens: 20
Kibaku Fuda: 23
Hyōrōgan: 16
Fio de Nylon: 20m

Fūinjutsu: Fushōkan no Jutsu
Rank: C
Descrição: Uma técnica de vedação rápida e muito útil para diversas situações, podendo servir como fator de suporte a si mesmo ou a um aliado a qualquer momento de um confronto. Previamente ou mesmo durante um momento perigoso, o usuário toca uma de suas armas brancas - desde kunais até mesmo espadas sem habilidades nenhumas - e grava nelas uma marca de vedação que contém uma pequena parcela de seu chakra - valor este que varia desde um ponto até cinquenta, tendo o valor do nível da técnica apenas na sua ativação e, por cada ativação, podendo gravar em quantas armas o usuário puder segurar.

Com um equipamento já gravado com o chakra, tudo o que o usuário precisa fazer é perfurar o próprio corpo e realizar o selo de libertação - normalmente o selo do tigre ou o meio selo dele - para que a energia vedada no item invada o organismo do atingido e conceda-lhe o montante de chakra adicionando aos seus recursos e, obviamente, ainda movimento o fluxo natural do chakra como uma injeção externa.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

@Aprovado.

_______________________

 Ficha  CJ  MF  Treino  Banco ♪ Melhoria  Status 
avatar

Estava me preparando para avançar nos treinamentos quando avistei um falcão dançando pelos ares de modo circular, aquilo, segundo os instrutores da academia, significava ir aos portões em prol de uma convocação de missão; escondi um último pergaminho entre as vestes e parti, mas não sem antes ouvir a risada sombria de Makuro.

Consid.:
Go Mission!

Mako: HP: --- CH: 158/200 VEL: 6m/s.

BOLSAS DE ARMAS (59/60)
Kunais: 26
Shurikens: 20
Kibaku Fuda: 23
Hyōrōgan: 16
Fio de Nylon: 20m
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Sentei-me aos pés de uma das árvores do campo de treinamento, apenas decidi ficar observando por um tempo as flores que morriam. Estava abatido com minha última missão, aquela criança sofrendo, implorando por mudanças, temendo que tudo se repetisse...

Encostei a cabeça no tronco, olhei para cima e deixei o vento bater contra meus cabelos, fazendo-os dançar. Antes mesmo de ir até ali, mandei minha inscrição para o torneio que se aproximava, assim como todos os genins haviam recebido o formulário. Ironicamente eu não estava pensando em vencer o torneio, apenas precisava provar a meu coração que era capaz. Talvez ainda não estivesse forte o suficiente, mas tentaria.

Tomei o último pergaminho escrito por mim, ali estava uma poderosa técnica, talvez ela viesse a ser meu trunfo. Tratava-se, simplesmente, de repelir outras técnicas para longe de meu corpo, lembrei-me de como lutadores realizam desvios com facilidade em algumas artes marciais, de acordo com livros, obviamente, porém esse tipo de desvio era impossível contra ninjutsus e por isso desenvolvi a teoria do que chamei de Shihōkō no Jutsu.

Tigre, Javali, Cobra e Dragão. Tecendo tais selos eu foquei-me na palma de ambas as mãos, tinha uma semelhança incrível com outra técnica um pouco mais simples, mas com poderes incríveis. Marcações surgiram em minhas mãos, estava claro a funcionalidade da técnica, não poderia testar, mas estava perfeito. A energia que fluía pelas marcações seria capaz de desviar qualquer técnica abastada de chakra, este era o verdadeiro intuito.

Joguei-me contra o chão olhando as nuvens passando, cansei-me, acabei adormecendo.

Consid.:
Treinei, pode pá.

MAKO: ---/--- 162/200 6M/S

ITENS
Kunais: 17/26
Shurikens: 20/20
Kibaku Fuda: 14/23
Hyōrōgan: 16/16
Fios: 20m/20m.
Total: 48/60.

JUTSUS USADOS

Shihōkō no Jutsu
Rank: B
Descrição: Uma técnica de ninjutsu criada especialmente para repelir outras técnicas, servindo até mesmo para contra-ataques se bem utilizado. Normalmente a técnica precisa de quatro selos consecutivos - tigre, javali, cobra e dragão -, porém com a habilidade em grande controle de chakra este valor acaba sendo reduzido para nenhum e, com um mero balançar das mãos, os símbolos de vedação surgem nas palmas das mãos; uma seta negra apontada para o indicador da mão direita e uma seta branca em fundo negro apontada para o pulso da mão esquerda.

Assim como as direções apontam, o usuário pode alterar o caminho que uma técnica percorre ao tocá-la com uma das mãos, para isto, porém, há um certo dano contra o corpo do usuário que é de metade dos danos comuns da técnica a ser repelida, além de dores nos braços, além disto, as marcas duram por até dois turnos sem nenhum consumo extra.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

@Aprovado

_______________________

 Ficha  CJ  MF  Treino  Banco ♪ Melhoria  Status 
avatar

Acordei-me com o corpo mais disposto, mas a mente não. Ergui-me e fui embora dali, ignorando toda a paisagem que, em outros momentos, traria-me reflexão.

Consid.:
Nada.

MAKO: ---/--- 200/200 6M/S

ITENS
Kunais: 17/26
Shurikens: 20/20
Kibaku Fuda: 14/23
Hyōrōgan: 16/16
Fios: 20m/20m.
Total: 48/60.

Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Avancei aos campos de treino, precisava melhorar minha perícia com espadas; Ginkui na cintura.

Consid.:
Treino para:

Perito Armamentista (2)
Tipo: Treinável.
Descrição: Alguns personagens desenvolvem ao longo de sua vida uma perícia armamentista especial, variando entre cada personagem. Geralmente limitando-se a dois estilos por cada personagem, devendo sempre selecionar entre: Bōjutsu, Kayakujutsu, Kenjutsu, Kusarigamajutsu, Kyūjutsu e Tessenjutsu.
Bonificações: Permite manusear com perfeição a arma escolhida. .

MAKO: ---/--- 200/200 6M/S
GINKUI: 350/350

ITENS
Kunais: 17/17
Shurikens: 20/20
Kibaku Fuda: 14/14
Hyōrōgan: 16/16
Fios: 20m/20m.
Total: 48/60.

DESCRIÇÕES

Ginkui (Raro)
Rank: S
Descrição: A Ginkui é uma espada tradicional japonesa, uma katana, de lâmina negra com traços brancos como ossos em tamanho próximo de noventa e cinco centímetros, sua tsuba é redonda e feita em fios de ouro, seu punho é amarrado por fitas de cor vermelha como o sangue e possui espaço suficiente para duas mãos manusearem, sempre escondida em uma bainha negra com o símbolo jashinista desenhado em seu corpo, dizem ter um corte superior a uma arma comum.

Esta é uma espada considerada amaldiçoada, a menor presença de sangue nela, seja do portador ou de seus inimigos, desperta nela uma porção de chakra que evapora como sangue gasoso que custa vinte pontos do portador por turno, este mesmo chakra pode ser manipulado até duas vezes por turno, sem custos, avançando num espaço de até trinta metros na forma de rajadas que possuem a mesma força de corte alta que a espada produz.
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

link href='http://fonts.googleapis.com/css?family=Cuprum' rel='stylesheet' type='text/css'>


O caminho da espada
Seus passos esmagavam a grama verdejante, mas não emitiam som algum. Curioso, não? Ainda mais curioso era a cicatriz em seu rosto, um formato de relâmpago que tinha inicio pouco acima da sobrancelha e terminava no queixo. Tinha cabelos grisalhos, pele escura e vestia-se como um ninja de Kumogakure. Assim como o garoto, uma espada descansava na cintura.

- Olá! - sua voz era áspera, mas ainda sim, formal.


© Ross at CupcakeGraphics
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Desviei os olhos do nada àquele que se aproximava, vestia-se como um irmão da aldeia, além disto, carregava uma espada assim como eu deixava a Ginkui presa na bainha em minha cintura, ao lado esquerdo do corpo; talvez pudesse me ajudar, pensei.

— Hazuki Mako, muito prazer — disse abaixando o corpo em reverência, não fazia ideia de sua patente, mas pela idade, deveria ser no mínimo um jonin. — Isso pode parecer estranho, mas o senhor estaria disposto a ajudar uma criança a tornar-se perito em kenjutsu? — indaguei com um sorriso gentil, porém falso.

Consid.:
Nada.

MAKO: ---/--- 200/200 6M/S
GINKUI: 350/350

ITENS
Kunais: 17/17
Shurikens: 20/20
Kibaku Fuda: 14/14
Hyōrōgan: 16/16
Fios: 20m/20m.
Total: 48/60.

DESCRIÇÕES

Ginkui (Raro)
Rank: S
Descrição: A Ginkui é uma espada tradicional japonesa, uma katana, de lâmina negra com traços brancos como ossos em tamanho próximo de noventa e cinco centímetros, sua tsuba é redonda e feita em fios de ouro, seu punho é amarrado por fitas de cor vermelha como o sangue e possui espaço suficiente para duas mãos manusearem, sempre escondida em uma bainha negra com o símbolo jashinista desenhado em seu corpo, dizem ter um corte superior a uma arma comum.

Esta é uma espada considerada amaldiçoada, a menor presença de sangue nela, seja do portador ou de seus inimigos, desperta nela uma porção de chakra que evapora como sangue gasoso que custa vinte pontos do portador por turno, este mesmo chakra pode ser manipulado até duas vezes por turno, sem custos, avançando num espaço de até trinta metros na forma de rajadas que possuem a mesma força de corte alta que a espada produz.

Convidado
avatar
Convidado
Convidado



O caminho da espada
Hazuki Mako era um tipo estranho de rapaz. Não do tipo psicopata destrutivo , mas do tipo que inconscientemente atrai o seu olhar. Ao menos era assim que o espadachim pensava. O pedido pegou-o de surpresa, mas fazia tempo que não se divertia um pouco.

- Muito bem, fedelho - pigarreou, colocando a mão fechada sobre a boca - Seu obetivo é bem simples. Me corte e só então lhe ensinarei como manejar esse pedaço de metal velho - intimou.



PS.: O corpo do NPC é extremamente resistente, dezenas de vezes mais forte que o aço. Um golpe normal não o afetari, portanto, quero que narre uma forma criativa de como se aprimorou o suficiente para corta-lo.


© Ross at CupcakeGraphics
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Cortá-lo? Isso pareceu insano, mas não protestei, ali eu era um mero aluno e seguiria qualquer pedido de meu instrutor, ainda que mal soubesse seu nome, uma apresentação não me faria mal. Assim que pus a mão no punho de minha espada, senti os dedos magricelos e frágeis da criança puxando minhas mangas, olhei-a com uma expressão desdenhosa, aquilo estava se tornando insuportável, porém quando a vi, choquei-me; ela parecia triste.

— Fique mais forte, por favor — ela pediu com olhos cheios d'água, senti meu antebraço estremecer e meus poros se arrepiarem, fechei os olhos apertando-os e respirei fundo puxando a espada até revelar toda a lâmina: preto e branco. Brandi-a como se rasgasse o ar, segurava firme com a mão direita e, rapidamente, tratei de avançar com um golpe horizontal, pensei que ele defenderia-se como um teste, mas não o fez e, ainda assim, a espada passou por seu corpo sem causar dano algum.

"Kekkei Genkai?" Cogitei imediatamente, um corpo não podia ser tão forte a este ponto, podia? Meu corpo não era assim tão forte, aliás, joguei a espada para a outra mão aproveitando-me de minha ambidestria, talvez ele estivesse preparado para um golpe naquela direção ao notar que eu carregava a espada daquele modo, pensei e avancei; o corte não causou efeito algum.

Ouvi uma risada sarcástica e nojenta, soube imediatamente de quem era, não quis buscá-lo com o olhar, mas o senti ofegando próximo de minha nuca. — Eu posso lhe fazer cortá-lo — sibilou aproximando o corpo do meu, seus dedos, negros e brancos, envolveram os meus que seguravam o cabo da Ginkui, seu rosto passou sobre meu ombro e ele repetiu o pedido que mais fazia: — Aceite-me.

Fechei os olhos e desisti de resistir. Precisava me tornar mais forte, precisava cortar o corpo daquele homem, não era nenhuma maldade, era um pedido, somente um pedido, certo? Senti que meu corpo perdeu a sensibilidade gradativamente, como num cair ao sono e o que seguiu após isto, não era mais minha responsabilidade.

Gargalhei entortando o corpo para trás, voltei-o para frente e apliquei um corte horizontal com a mão esquerda, jogando o cabo da espada para a outra mão, ainda sem sucesso de corte, agarrei firme com minha destra e subi um corte até a altura do ombro oposto daquele guerreiro, saltei dando a volta por cima dele, usava chakra nos pés, aumentando minha velocidade, desci cortando do ombro até o quadril, porém desta vez pelas costas, puxei um corte consecutivo para a esquerda e troquei outra vez de mãos, puxando para frente, estocando seu rim, notei a pele sendo penetrada aos poucos e gritei, em êxtase: — Eu quero sangue!

Sangue eu obtive. Rasguei o suficiente para admitir ter cortando-o, não perfurei-lhe o órgão, a lâmina escapou pouco antes, mas sua carne havia sido dilacerada, banhando minha lâmina; afastei-me dez passos, o sangue na lâmina ergueu-se como um gás carmim, sorri, pois meu próximo passo seria matá-lo, porém, antes de cometer uma atrocidade, o controle alterou-se outra vez com meu grito dentro da própria mente: — Chega!

Abaixei a cabeça recobrando a consciência plena, anulei os poderes de Ginkui, a lâmina amaldiçoada do deus Jashin. Encarei firme aquele companheiro de vilarejo, sorrindo exausto, sentia o suor escorrendo pelos cantos de meu rosto. — E agora, o que?

Consid.:
Criatividade tá em falta, senhor.

MAKO: ---/--- 176/200 6M/S (+4M/S)
GINKUI: 350/350

ITENS
Kunais: 17/17
Shurikens: 20/20
Kibaku Fuda: 14/14
Hyōrōgan: 16/16
Fios: 20m/20m.
Total: 48/60.

DESCRIÇÕES

Ginkui (Raro)
Rank: S
Descrição: A Ginkui é uma espada tradicional japonesa, uma katana, de lâmina negra com traços brancos como ossos em tamanho próximo de noventa e cinco centímetros, sua tsuba é redonda e feita em fios de ouro, seu punho é amarrado por fitas de cor vermelha como o sangue e possui espaço suficiente para duas mãos manusearem, sempre escondida em uma bainha negra com o símbolo jashinista desenhado em seu corpo, dizem ter um corte superior a uma arma comum.

Esta é uma espada considerada amaldiçoada, a menor presença de sangue nela, seja do portador ou de seus inimigos, desperta nela uma porção de chakra que evapora como sangue gasoso que custa vinte pontos do portador por turno, este mesmo chakra pode ser manipulado até duas vezes por turno, sem custos, avançando num espaço de até trinta metros na forma de rajadas que possuem a mesma força de corte alta que a espada produz.  
Convidado
avatar
Convidado
Convidado



O caminho da espada
O sensei parecia aborrecido, como se cada golpe falho de seu aprendiz o irritasse profundamente. Decidiu perdi-lhe para parar, mas antes que pudesse proferir qualquer palavra, seu corpo paralisou-se. Uma região específica estava quente, uma leve sensação de incômodo; era dor. Sua mão correu ao local do ferimento e maculou-se de sangue. O rapaz parecia satisfeito.

- Incrível. Você provou ter a força para manejar uma espada! - era incomum alguém de aparência tão macabra ser tão... amistoso. Caminhou até um grande pedregulho e a analisou.

- Força é sim importante no manejo de espadas. Entretanto, falta-lhe um fator decisivo. A velocidade. - seu braço tornou-se um borrão, tão rápido quanto um trovão. O imenso pedregulho fatiou-se em centenas, talvez milhares de pedaços, até que restara apenas poeira no chão .

- Se conseguir atingir esta velocidade, poderá se considerar um espadachim. Tua habilidade em manejar a espada já é boa o suficiente. -

© Ross at CupcakeGraphics
Convidado
avatar
Convidado
Convidado



O caminho da espada
O sensei parecia aborrecido, como se cada golpe falho de seu aprendiz o irritasse profundamente. Decidiu perdi-lhe para parar, mas antes que pudesse proferir qualquer palavra, seu corpo paralisou-se. Uma região específica estava quente, uma leve sensação de incômodo; era dor. Sua mão correu ao local do ferimento e maculou-se de sangue. O rapaz parecia satisfeito.

- Incrível. Você provou ter a força para manejar uma espada! - era incomum alguém de aparência tão macabra ser tão... amistoso. Caminhou até um grande pedregulho e a analisou.

- Força é sim importante no manejo de espadas. Entretanto, falta-lhe um fator decisivo. A velocidade. - seu braço tornou-se um borrão, tão rápido quanto um trovão. O imenso pedregulho fatiou-se em centenas, talvez milhares de pedaços, até que restara apenas poeira no chão .

- Se conseguir atingir esta velocidade, poderá se considerar um espadachim. Tua habilidade em manejar a espada já é boa o suficiente. -

© Ross at CupcakeGraphics
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Certamente aquele homem era muito mais forte do que eu jamais seria, aquele golpe teria deixado-me aos resmungos e praguejamentos, mas ele apenas seguiu a lição como se um mosquito houvesse lhe perfurado a pele e nada mais. Ainda ofegava enquanto ele explicava-me mais sobre um espadachim, velocidade também era necessário, jamais seria tão veloz, mas podia me dar bem, provavelmente, segurando uma espada como Ginkui.

Respirei profundamente, inflei o peito e soltei gradativamente o ar numa contagem de três segundos, aquilo era um mero exercício aprendido na academia, o instrutor explicava que assim podíamos relaxar os músculos e atingir níveis extremos de nossos corpos, assim como tantas outras lições, eu acreditava ser real. Segurei a espada com ambas as mãos, não havia mais a maldição imposta sobre a lâmina, mas ela poderia fazer um bom estrago com a velocidade correta.

Eu não era muito veloz, admito. Havia focado tanto nas capacidades em ninjutsu que tornei meu taijutsu muito fraco, mas ainda assim tinha boas vantagens quando o assunto era inteligência; manuseei meu chakra para focar nas solas de meus pés, seria uma trapaça, talvez, mas útil, aquilo permitiu um avanço mais rápido e com um mover de cima a baixo da espada, destrui a rocha.

— E agora, sensei? — indaguei guardando a espada na bainha com um sorriso no rosto.

Consid.:
Criatividade tá em falta, senhor. Usei Shunshin.

MAKO: ---/--- 171/200 6M/S (+4M/S)
GINKUI: 350/350

ITENS
Kunais: 17/17
Shurikens: 20/20
Kibaku Fuda: 14/14
Hyōrōgan: 16/16
Fios: 20m/20m.
Total: 48/60.

DESCRIÇÕES

Ginkui (Raro)
Rank: S
Descrição: A Ginkui é uma espada tradicional japonesa, uma katana, de lâmina negra com traços brancos como ossos em tamanho próximo de noventa e cinco centímetros, sua tsuba é redonda e feita em fios de ouro, seu punho é amarrado por fitas de cor vermelha como o sangue e possui espaço suficiente para duas mãos manusearem, sempre escondida em uma bainha negra com o símbolo jashinista desenhado em seu corpo, dizem ter um corte superior a uma arma comum.

Esta é uma espada considerada amaldiçoada, a menor presença de sangue nela, seja do portador ou de seus inimigos, desperta nela uma porção de chakra que evapora como sangue gasoso que custa vinte pontos do portador por turno, este mesmo chakra pode ser manipulado até duas vezes por turno, sem custos, avançando num espaço de até trinta metros na forma de rajadas que possuem a mesma força de corte alta que a espada produz.

Convidado
avatar
Convidado
Convidado



O caminho da espada
- Excelente! - bradou o sensei, admirado pela astúcia do rapaz. Jamais imaginou que um ninja de patente tão baixa alcançaria seu nível de habilidade em tão pouco tempo.

- Me chamo Festus. - o senhor disse, acenando para o rapaz, enquanto desaparecia em uma nuvem de chamas.



APROVADO.
© Ross at CupcakeGraphics
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Sorri ao vê-lo partindo, não por um motivo piegas como estar só comigo, mas sim por ter aceitado aquilo como um sinal de que eu estava me tornando mais forte; mas logo o verdadeiro sentimento dentro de mim invadiu meu peito com força.

Abaixei o rosto sem nenhum sorriso, aquela criança, ela estava ali mais uma maldita vez. Estava experimentando resgatar coisas das minhas origens, ao menos aquelas que pudessem me fazer forte e por isso abaixei-me até próximo ao rosto do pequeno eu e indaguei-o: — Você pode me tornar mais forte?

— Sim. Ele respondeu. Abracei-o e o tomei para mim, já estava antes mesmo daquilo pensando numa antiga técnica, uma maldição autoimposta, combinava com um ser miserável como eu. Senti a energia fluindo pelo meu corpo, mas não complementei com mais nada, apenas quando notei que a criança desaparecia é que tratei de realizar o ritual da maldição.

Desembaiei minha espada, havia ali ainda uma porção de sangue do sensei, passei a lâmina pela minha língua pegando uma porção do carmim e ingerindo; uma preparação básica entre os seguidores de Jashin. Ergui minha cabeça e revirei os olhos com o sabor do sangue deslizando pela garganta, parecia com ferro, mais apetitoso do que aquele sabor frio da lâmina, era quente, gostoso, incrível... — Vida...

Meu corpo foi sendo dominado pela coloração negra, meu coração se acelerou, sorri enquanto uma máscara ganhava forma e liberei de minhas costas duas parcelas de chakra como centopeias; — Rasgando a minha testa... Mandando eu... Correr... — Meu corpo estava transformado e minha mente também: gritei em desespero ao ver todos os rostos mortos, me debati e cai no chão, o poder foi se esvaindo, mas estava dominado.

Consid.:
Criatividade tá em falta, senhor.

MAKO: ---/--- 114/200 6M/S (+4M/S)
GINKUI: 350/350

ITENS
Kunais: 17/17
Shurikens: 20/20
Kibaku Fuda: 14/14
Hyōrōgan: 16/16
Fios: 20m/20m.
Total: 48/60.

DESCRIÇÕES

Ginkui (Raro)
Rank: S
Descrição: A Ginkui é uma espada tradicional japonesa, uma katana, de lâmina negra com traços brancos como ossos em tamanho próximo de noventa e cinco centímetros, sua tsuba é redonda e feita em fios de ouro, seu punho é amarrado por fitas de cor vermelha como o sangue e possui espaço suficiente para duas mãos manusearem, sempre escondida em uma bainha negra com o símbolo jashinista desenhado em seu corpo, dizem ter um corte superior a uma arma comum.

Esta é uma espada considerada amaldiçoada, a menor presença de sangue nela, seja do portador ou de seus inimigos, desperta nela uma porção de chakra que evapora como sangue gasoso que custa vinte pontos do portador por turno, este mesmo chakra pode ser manipulado até duas vezes por turno, sem custos, avançando num espaço de até trinta metros na forma de rajadas que possuem a mesma força de corte alta que a espada produz.

Jujutsu: Mukade
Descrição: Uma maldição autoimposta, mas que, assim como a maldição original, depende inteiramente da ingestão de sangue de outrem. Assim que o sangue de uma pessoa é digerido pelo usuário, seu corpo sofre drásticas alterações, sua pele inteira torna-se negra como no ritual original, mas seu rosto recebe uma máscara alongada como o bico de um corvo com três olhos, todos em branco ósseo, criando uma aparência assustadora.

Esse poder recebe o nome de centopeia pela sua habilidade especial, misturado ao enorme controle de chakra necessário, a energia pode se libertar como dois apêndices púrpuras com semelhança ao torso de uma centopeia, estes possuem um metro de grossura e podem se alongar por até dez metros facilmente, possuindo uma força comparada a nível três e uma velocidade idêntica ao seu usuário; que, por conta da maldição, aumenta-se em um ponto.

Há, contudo, um grande defeito neste poder. Inicialmente é muito viável para situações de risco, porém a exposição do corpo à esta maldição causa insanidade, além da intensificação de psicopatologias. Ainda assim, os primeiros dois turnos em efeito, o usuário consegue controlar-se totalmente, mas, a partir daí, ele pode apresentar sintomas de Transtorno de Múltiplas Personalidades, Esquizofrenia, Paranoia e até mesmo impulsos suicidas - e, caso ele já possua um destes, a doença é totalmente intensificada a reduzida a danos por turno; não somente isto, mas, a partir deste ponto, é completamente impossível ao usuário distinguir aliados de inimigos.

Convidado
avatar
Convidado
Convidado

App

_______________________

Upon ones arrival are countless tools.
Carved over a thousand blades, forming a pile of swords.
This is the place where all paths cross
This is the place where all desires flow
This is the place where all deaths await
My whole life was for this single swing.
The heart of the blade is right here!
Take this, This is my Tsumugari Muramasa!!!
avatar
Chūnin
Chūnin

ALA XI
Partida

Acordei subitamente, sentia-me afogando, mas estava apenas ali em meio a tantas flores mortas, estranhamente. Ginkui estava caída ao meu lado, assim como guerreiros deveriam ficar após suas batalhas, mas não lembrava de ter havido batalha alguma por ali. Sustentei meu corpo através dos cotovelos, estava dolorido por algum motivo, outra vez eu não lembrava o porquê. A única coisa que eu lembrava bem era o compromisso que se aproximava, o maior evento global das últimas décadas, o Chunin Shiken.

Aloguei meu corpo assim que fiquei em pé, depois inclinei-me e tomei a espada com a mão esquerda, colocando-a sobre a cintura, pelo mesmo lado, como se fosse um lutador destro. Minha confiança nos últimos dias estava branca, vazia, mas sai dali de cabeça erguida, precisava mostrar o poder da nuvem, não era nenhuma surpresa de que aquele evento seria também crucial para futuras guerras e ninguém queria fazer feio.

Considerações & Status.:
Narração toda aqui, explicando eventos maravilindos do personagem.

MAKO: ---/--- 200/200 6M/s
GINKUI: 350/350

BOLSA (20/20): Kunai: 10/10 Shurikens: 10/10
BOLSA (20/20): Kunai: 07/07 Shurikens: 10/10 Kibaku Fuda: 14/14
BOLSA (08/20): Hyōrōgan: 16/16 Fios: 20m/20m.


Ginkui
Rank: S
Descrição: A Ginkui é uma espada tradicional japonesa, uma katana, de lâmina negra com traços brancos como ossos em tamanho próximo de noventa e cinco centímetros, sua tsuba é redonda e feita em fios de ouro, seu punho é amarrado por fitas de cor vermelha como o sangue e possui espaço suficiente para duas mãos manusearem, sempre escondida em uma bainha negra com o símbolo jashinista desenhado em seu corpo, dizem ter um corte superior a uma arma comum.

Esta é uma espada considerada amaldiçoada, a menor presença de sangue nela, seja do portador ou de seus inimigos, desperta nela uma porção de chakra que evapora como sangue gasoso que custa vinte pontos do portador por turno, este mesmo chakra pode ser manipulado até duas vezes por turno, sem custos, avançando num espaço de até trinta metros na forma de rajadas que possuem a mesma força de corte alta que a espada produz.
made by Mako from NRPGA
Convidado
avatar
Convidado
Convidado

Caminhar pelas estradas da aldeia da nuvem era nostálgico. O frescor do clima acertando suas bochechas, as nuvens passeando, o calor de verão. O balançar dos cabelos brancos construíam inúmeros vestígios do passado. Havia, porém, um único local onde todos os sentimentos seriam revirados e era exatamente para lá que ele caminhava.

[...]

A última vez seguindo aquele trajeto os rumos da vida eram outros, ainda que muito semelhantes. Vivia condecorado como um ninja da aldeia. Um mero genin vivendo entre missões e treinamentos. Ainda recordava de como praticava diariamente, tentando se tornar mais forte. Tal como ainda recordava dos dias enfrentando seus demônios pessoais. A sabedoria de imortalidade criou monstros assustadores dentro de sua mente. Por isso, seguindo pela estrada de pedra, encontrando gradativamente os lírios-vermelhos típicos daquela ala singular de treinamentos.

O aroma das flores tocava as narinas do agora homem. Na juventude, sentia-se mais vivo andando entre flores tão murchas, beirando a morte. Antes, o cheiro trazia as memórias do templo onde um dia ele vivera. Agora, relembrava-o da estranha inocência possuída durante os tempos na nuvem. Conseguiu relembrar os rostos daquelas pessoas conhecidas há quase dez anos. “Céus. Faz tanto tempo e mesmo assim, tudo parece tão vívido. Talvez eu nunca tenha realmente abandonado nada dessa aldeia, por mais que tentasse incessantemente esquecê-la. É como se fosse impossível cortar os laços com ela”, ele analisou parando entre tantas flores murchas e avermelhadas. Alguma coisa se remexia dentro dele naquele momento, carregando dor e melancolia.

Entre lírios-vermelhos, cheiro de morte e lembranças, ele derramou lágrimas. Eram quentes, espessas, rápidas. Manchou suas bochechas criando estradas e, automaticamente, a fúria contida foi libertada. Não uma fúria arrebatadora capaz de extrapolar os limites humanos tirando a liberdade de sua consciência, concedendo as chaves da sanidade à besta de caudas. Tratava-se de uma fúria que o forçava a, chorando e gritando, acertar o ambiente ao seu redor, concentrando toda a sua energia brilhantemente, controlando perfeitamente o chakra. Pétalas vermelhas sobrevoavam seu corpo a cada golpe, crateras eram abertas. De longe, quaisquer ninjas buscando um centro de treinamento ficariam assustados. Entretanto, ele precisava arrasar toda a morte que o cercava para se acalmar. Precisava derramar todas as lágrimas contidas durante anos para afastar o passado. A destruição servia, além de outros propósitos, para trazer um novo ciclo. Uma nova paz.

Concentrando o chakra nas mãos e pés, ele assaltou a ala de treinamento, tornando-a inutilizável. Destruiu tudo, concluindo, também, o controle máximo concebendo a ele uma nova forma do uso do chakra.

Assistindo toda a morte levada ao Limbo, ele acalmou a tempestade em seu interior e abandonou o lugar tão tranquilo quanto entrou na primeira vez.


2375/2375 2370/2410 3000/3000 000/500 000/800 01/12

Considerações:
Aparência: Kaneki Ken de acordo com a ficha.

Treinamento para o Kongōken

Usados:
Kongōken
Rank: -
Descrição: Uma técnica que usa o controle e a concentração de chakra refinados necessários no ninjutsu médico para aumentar a força de alguém a níveis monstruosos. Isso é feito armazenando o chakra nas mãos ou nos pés e soltando-o no alvo com um tempo preciso. Com essa força, o usuário pode dizimar o solo ou até matar oponentes com um único golpe. O treinamento para esta aplicação é bastante árduo, como Tsunade repetidamente veio a Sakura com força total para ajudá-la a aprender.

_______________________





“吊るした紅月今宵で幾つ?
How many hangings tonight under the red moon?”

——— Perfil de Autor

avatar
Jōnin | S.K
Jōnin | S.K

@Aprovado

_______________________



Quando alguém entende o que é o amor, também entende o que é o ódio.
avatar
Raikage
Raikage

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum